Iveco expande oferta com novo Tector coletor

Empresa pretende ter ao menos um modelo em segmentos de nicho

bruno
Bruno de Oliveira, AB
  • 13/09/2021 - 17:55
  • um minuto de leitura

    Segue no curso o planejamento da Iveco de expansão da sua participação de mercado por meio de lançamentos, um dos pilares da gestão de Márcio Querichelli, presidente para a América do Sul, iniciada no ano passado. Na segunda-feira, 13, a montadora apresentou uma nova versão do modelo médio Tector dedicada à operação de coleta de resíduos.

    "Queremos ter pelo menos um modelo em cada segmento do mercado e, assim, expandir a nossa participação na região", disse o executivo durante transmissão online. "Nosso planejamento trata de nos aproximarmos de nichos vocacionais que estão em expansão no País", completou na oportunidade.

    Até agosto, apontam dados da Fenabrave, a Iveco deteve a quinta maior fatia do mercado brasileiro de caminhões, 6,32%, atrás Mercedes-Benz, Volkswagen Caminhões, Volvo e Scania, que mantém modelos de veículos em segmentos onde, de fato, a Iveco ainda não tem.

    A expansão em novas áreas, no entanto, é apenas parte de algo maior que ainda está por vir no horizonte da montadora. Uma maior expansão da oferta é esperada a partir da produção e aplicação dos motores Euro 6 que chegam para atender às exigências regulatórias da fase P8 do Proconve.

    De acordo com Marco Rangel, presidente da FPT Industrial, holding que abastece as demais subsidiárias da CNH Industrial com propulsores, a fabricante está no momento preparando as linhas instaladas em Sete Lagoas (MG) para iniciar a produção em série dos motores Euro 6.

    "Ainda não começamos a produção em escala, está no nível de protótipo. Estamos fazendo as adequações necessárias na linha para passar a produzir já como produto de série", contou o executivo. A FPT já produz e aplica motores com este sistema de pós-tratamento na Europa.

    A empresa também pretende aplicar no Brasil motores movidos a gás, outra tecnologia que a fabricante já tem desenvolvida no exterior. No evento online, a companhia confirmou que realizará testes em clientes de caminhões extrapesados que utilizam o gás como combustível.

    Nova caixa de câmbio

    O Tector Auto-Shift Coletor tem como grande novidade a caixa automatizada, que possui diferenças àquelas que a montadora aplica em outros de seus modelos de caminhões. No caso da utilizada no veículo coletor, a fabricante reforçou conjuntos de engrenagens a a embreagem. O sistema é composto por dez velocidades, que promete entregar cerca de 20% de redução de consumo de combustível na operação se comparado à transmissão automática.

    O veículo é equipado com o motor NEF n67, da FPT Industrial, com 300cv. É vendido com duas configurações de entre-eixos, para aplicações 4x2 e 6x2. A montadora, ainda, reforçou o eixo traseiro, o sistema de freio e o de suspensão, com molas mais resistentes.