Toyota adia por mais dois meses o retorno às atividades no Brasil

Em Sorocaba, paralisação adotada pela Toyota terá reflexo no parque de fornecedores instalado ao redor da fábrica

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 13/04/2020 - 14:40
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    A Toyota adiou por mais dois meses o retorno das atividades de suas fábricas. A volta está prevista agora para 22 de junho nas unidades de Indaiatuba, Porto Feliz e São Bernardo do Campo. Em Sorocaba o regresso deve ocorrer no dia 24 de junho. Todas as fábricas ficam no Estado de São Paulo.

    O adiamento é consequência da adesão pela Toyota à Medida Provisória 936. Em acordo com os sindicatos responsáveis por cada uma das fábricas, os colaboradores terão os contratos de trabalho suspensos por dois meses a partir de 22 de abril.

    O acordo aprovado impacta colaboradores horistas e administrativos de todas as áreas e níveis e preserva os salários líquidos entre 75% e 100% do seu valor, conforme a faixa de remuneração.

    Trabalhadores que ainda precisem ir à fábrica e funcionários administrativos não relacionados com a suspensão de contrato continuam atuando em regime regular ou em home office.

    Na unidade de Sorocaba, onde são produzidos o Etios e o Yaris, tudo indica que os nove fornecedores instalados ao redor seguirão caminho semelhante ao adotado pela montadora.

    A Toyota informa que continuará avaliando a evolução da Covid-19 no Brasil e admite a possibilidade de retomada das atividades antes do prazo previsto, sempre atendendo orientações das autoridades na prevenção e combate ao coronavírus.