Produção de máquinas também é afetada pela pandemia

CNH Industrial produz máquinas agrícolas e de construção em 4 fábricas no País, uma delas em Contagem (MG, foto)

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 26/03/2020 - 19:00
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura

    As empresas de máquinas agrícolas e de construção também vêm interrompendo a produção em suas fábricas pelo País na tentativa de conter o avanço da Covid-19, doença causada pelo coronavírus. A medida atinge a montagem em diferentes Estados.

    A CNH Industrial, responsável pelas marcas Case e New Holland, começou a interromper a produção de suas fábricas a partir de 25 de março e até o dia 27 todas as unidades estarão paradas. O retorno não foi definido. O grupo tem quatro fábricas dedicadas a máquinas agrícolas e de construção, nas cidades de Contagem (MG), Curitiba (PR), Piracicaba e Sorocaba (SP). A CNH não informou quantos trabalhadores ficarão em casa.

    A paralisação na CNH Industrial também afeta a produção dos motores FPT e das linhas Iveco de caminhões, utilitários e veículos de defesa na cidade de Sete Lagoas (MG).

    A JCB vai interromper a produção de sua fábrica de equipamentos de construção em Sorocaba. Cerca de 400 funcionários estarão em férias coletivas entre os dias 30 de março e 22 de abril. A data de retorno poderá ser alterada. Segundo a empresa, aqueles que podem estão cumprindo home office. A operação de pós-venda permanece ativa para peças e serviços.

    A fabricante John Deere interrompeu na quarta-feira, 25, as fábricas de colheitadeiras e plantadeiras em Horizontina (RS) e de equipamentos rodoviários em Porto Alegre (RS). A partir da segunda-feira, 30, a paralisação passa a atingir as demais instalações da John Deere no País: tratores em Montenegro (RS), pulverizadoras em Canoas (RS), máquinas de construção em Indaiatuba (SP), incluindo a planta em joint-venture com a Hitachi, além da fábrica de colhedoras de cana e pulverizadoras em Catalão (GO). O centro de distribuição de peças teve a operação mantida. A John Deere também não revelou quantos funcionários estão afastados.

    Todos os colaboradores da sede para a América Latina, em Indaiatuba (SP), inclusive os do Banco John Deere e da área de serviços de suporte ao cliente, trabalharão em home office.

    A fábrica da Volvo Construction (Volvo CE) em Pederneiras (SP), onde são produzidas máquinas Volvo e SDLG, mantém a produção até o momento e não informa se haverá interrupção. A unidade emprega perto de 400 funcionários diretos e exporta cerca de 50% de sua produção.