Pirelli retoma a produção de pneus nas fábricas de Campinas e Gravataí

Decisão foi acompanhada de medidas de saúde para evitar a propagação do coronavírus

Por MÁRIO CURCIO, AB
  • 22/04/2020 - 16:43
  • | Atualizado há 2 months
  • um minuto de leitura
    Notícia atualizada às 21h45.

    A Pirelli está retomando a produção em duas de suas fábricas no Brasil, em Campinas (SP) e Gravataí (RS). O reinício se deu na segunda-feira, 20, e ocorre com capacidade reduzida como forma de evitar a disseminação da Covid-19. A empresa não revela o porcentual dessa redução. A produção em Feira de Santana (BA) deve ocorrer na última semana de maio. A paralisação das fábricas na América do Sul começou no dia 20 de março. A primeira a parar foi a unidade de Merlo, Argentina, cujo retorno também está previsto para o fim de maio.

    A unidade de Campinas produz pneus para automóveis e utilitários e a de Gravataí, para motos. A fabricante de pneus informa que adotou uma série de medidas de contenção ao coronavírus para a volta ao trabalho, como a utilização de equipamentos de proteção individual recomendados pelo Ministério da Saúde, checagem da temperatura dos funcionários assim que entram na fábrica e aumento do número de ônibus fretados para reduzir a quantidade de passageiros por veículo.

    A utilização dos refeitórios também foi racionalizada para reduzir o tempo de permanência nas mesas e aumentar o afastamento entre as pessoas sentadas. Ainda segundo a Pirelli, os funcionários da área administrativa continuarão em home office, assim como todos aqueles do grupo de risco.

    A Pirelli informa que continuará a monitorar diariamente a situação da pandemia e poderá anunciar novas medidas se for preciso.