Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Energia | 10/04/2011 | 20h47

CPFL compra a eólica Siif Énergies

Negócio foi fechado por R$ 1,49 bilhão.

Agência Estado

Wellington Bahnemann, Agência Estado

O grupo CPFL Energia fechou a compra, por R$ 1,49 bilhão, de 100% da empresa de energia eólica Siif Énergies. O montante total da operação envolve a incorporação de dívidas de R$ 544 milhões. A holding adquiriu quatro usinas eólicas em operação no Ceará, com capacidade total de 210 megawatts (MW), além de adicionar outros 732 MW à carteira de projetos.

A compra da Siif reforça a aposta da companhia no desenvolvimento de fontes alternativas. “Alcançamos a segunda posição no ranking dos geradores eólicos”, destacou o presidente da CPFL Energia, Wilson Ferreira Junior. Com a operação, a CPFL Energia se torna uma das maiores investidoras em energia eólica no Brasil, com aporte total de R$ 3 bilhões.

Hoje, a empresa já detém 13 projetos em implantação no Rio Grande Norte, com capacidade de geração de 368 MW. Desse total, oito parques eólicos estão em construção, previstos para entrar em operação entre 2012 e 2013.

O valor do negócio pode ser acrescido em R$ 70 milhões. O montante se refere à compra do maior projeto da Siif, a usina Quintanilha Machado, com capacidade de 135 MW e localizado no Rio. Ferreira Junior disse que a usina seria construída em uma área próxima ao aeroporto de Cabo Frio (RJ), que será usado na Copa do Mundo de 2014 e na Olimpíada de 2016. “Por conta disso, o projeto foi embargado. Se a situação for regularizada até o meio do ano, vamos adquirir o projeto”, explicou. O investimento nesta usina é da ordem de R$ 600 milhões.

A energia dos quatro projetos em operação está vendida no Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa), do governo federal. “Os contratos têm duração de 20 anos com a Eletrobras, a um preço médio de R$ 264 por megawatt-hora”, afirmou Ferreira Junior. Sobre os outros 732 MW em carteira, localizados no Ceará e no Piauí, o executivo disse que 412 MW possuem certificado de vento, licença ambiental prévia e contrato de arrendamento de terra.

Ao comprar 100% da Siif, a CPFL Energia também adquire experiência no desenvolvimento e operação de projetos eólicos, algo que a companhia não detinha - o grupo, historicamente, tem grande conhecimento de projetos hidrelétricos. “A Siif detém um corpo técnico qualificado na área”, afirmou o executivo. Além disso, os projetos eólicos potencializam a estratégia da companhia de avançar no chamado “mercado livre para os consumidores especiais”, que são clientes que só podem escolher de quem comprar a energia se esta for proveniente de fontes alternativas.



Tags: Energia eólica, CPFL Energia, Siif Énergies.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência