Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Motociclos | 09/02/2011 | 06h54

Harley-Davidson assume operações no Brasil

Empresa teve disputa judicial com Grupo Izzo.

Redação AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A Harley-Davidson anuncia que passa a atuar mais direta e fortemente no mercado brasileiro, com a nomeação de novas concessionárias da marca depois de abrir lojas em São Paulo e Belo Horizonte. As vendas estão previstas para início de março na capital paulista e em abril na capital mineira.

“Estamos fazendo investimentos no País para garantir o atendimento cada vez melhor dos clientes fiéis e conquistar novos admiradores de marca”, explica Longino Morawski, diretor-superintendente da Harley-Davidson do Brasil.

O contato com a empresa pode ser feito pelo telefone 0800 724 1188 ou pelo e-mail sac@harley-davidson.com.br.

Acordo

Em dezembro a Harley-Davidson e o HDSP/Grupo Izzo anunciaram o fim de uma disputa judicial travada desde o início do ano no Brasil. Pelo acordo, a empresa americana poderá nomear novos concessionários - até então, o Grupo Izzo era o representante exclusivo da marca no País, por meio de um contrato que se encerraria apenas em 2015.

Não foi divulgado o valor do acordo e não se sabia se o Grupo Izzo continuaria a vender motos Harley-Davidson depois da entrada de novos concessionários. Em março de 2010 a Harley Davidson conseguiu na Justiça uma liminar para rescindir seus contratos com o Grupo Izzo, alegando desrespeito a vários itens dos documentos firmados entre as partes.

Um deles era a própria exclusividade, já que a HDSP teria vendido motos e produtos de marcas como Ducati, Benelli, Malaguti, Polaris e Husqvarna. Esses produtos também teriam sido associados indevidamente à Harley-Davidson e os clientes da fabricante americana teriam sido mal atendidos. Paulo Izzo, representante do Grupo Izzo, refutou as acusações da Harley-Davidson desde o início e atribuiu a briga à intenção da fabricante de mudar seu modelo de atuação no Brasil.

Em junho, a Harley-Davidson venceu, em primeira instância, a ação contra seu único representante no Brasil. Uma semana depois, o Grupo Izzo conseguiu uma liminar revertendo a decisão. As negociações para um acordo começaram em setembro, com uma audiência de conciliação convocada pela Justiça.



Tags: Harley-Davidson, Grupo Izzo, motos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência