Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Insumos | 01/02/2011 | 07h02

Usiminas vence 12 usinas em licitação de 13 mil t

Aço será utilizado para modernização de navios.

Agência Brasil

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Nielmar de Oliveira, Agência Brasil

A Transpetro, subsidiária da Petrobras para a área de transporte, informou nesta segunda-feira, 31, que a Usiminas ofereceu o melhor preço e venceu a mais recente licitação para a compra de 13 mil toneladas de chapas de aço destinadas à construção de navios do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promef).

Segundo a empresa, 12 usinas siderúrgicas de cinco países participaram da licitação. Com o resultado, a Usiminas já contratou o fornecimento de 66 mil toneladas de aço para o Promef. Esse montante representa cerca de 40% do total de chapas compradas até agora no âmbito do programa, que soma 168 mil toneladas.

As 13 mil toneladas de chapas de aço adquiridas nessa última licitação serão utilizadas pelo Estaleiro Ilha (Eisa), no Rio de Janeiro (RJ), que está construindo quatro navios petroleiros do tipo Panamax para o transporte de óleo cru e produtos escuros.

"Os dois primeiros serão lançados ao mar em 2012 e os demais estão previstos para 2013, confirmando o renascimento da indústria naval brasileira por meio das encomendas da Transpetro”, informou a estatal em nota. "Nosso desejo é que todo o aço necessário à construção dos navios do Promef seja comprado no Brasil. E assim faremos, sempre que o preço for competitivo, ou seja, compatível com o praticado no mercado mundial", afirmou o presidente da Transpetro, Sergio Machado, por meio da assessoria da estatal.

Pelas estimativas da Transpetro, a construção dos 49 navios destinados à frota do Promef vai consumir, no total, 680 mil toneladas de aço. “A empresa continuará realizando tomadas internacionais de preço a fim de obter sempre as melhores condições comerciais para os estaleiros participantes do Promef. Tendo em vista o peso do aço no custo de um navio (20% a 30%), a estratégia é fundamental para estimular a competitividade da indústria naval brasileira”, explicou a companhia.

Um dos principais investimentos do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), o Promef já gerou mais de 15 mil empregos diretos, número que deverá chegar a 40 mil, além de 160 mil empregos indiretos. O programa, com duas fases, prevê a construção de 49 embarcações ao custo de mais de R$ 10 bilhões.



Tags: Transpetro, Petrobras, Usiminas, Promef, navio.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência