Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Entidades | 22/12/2010 | 18h10

Placa Mercosul primeiro em caminhões e ônibus

ABTI quer participar dos debates sobre a placa comum.

Automotive Business, com informações da CNT

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Automotive Business, com informações da CNT

Os ônibus e caminhões que circulam entre os países do Mercosul serão os primeiros a receber a placa do Mercosul, a partir de 2016. Atualmente eles devem apresentar o Certificado de Inspeção Técnica Veicular que atesta o cumprimento das condições de segurança para o deslocamento na região.

A adoção da placa comum para os veículos do bloco foi aprovada no dia 16 de dezembro, durante reunião dos chanceleres dos países do Mercosul em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Em 2018, as placas começarão a identificar, também, os veículos novos. Para o ministro das Relações Exteriores Celso Amorim, o objetivo é efetivar a medida totalmente em até dez anos. Com isso, os veículos poderão circular livremente no Mercosul.

O embaixador e subsecretário-geral para a América Latina e o Caribe do Ministério das Relações Exteriores, Antônio Simões, entende que a unificação das placas dos carros facilitará a circulação de pessoas e aumentará a segurança, pois permitirá o maior controle sobre os veículos que passam pelas fronteiras.

José Carlos Becker, presidente da ABTI -- Associação Brasileira de Transportadores Internacionais, defende que o processo de implantação seja discutido com o setor empresarial: “Há outras questões que devem ser debatidas no Mercosul, como os caminhões parados nas fronteiras ou até mesmo questões alfandegárias. Sobre a unificação das placas, o setor empresarial não foi consultado, não participou desse processo”, afirmou Becker.



Tags: Mercosul, ABTI, transporte, identificação de veículos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência