Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 09/11/2010 | 14h48

AL será líder em receita da Embraer em 2011

Entre 30% e 35% da receita da companhia deve ser obtida na região.

Gustavo Porto, Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Gustavo Porto, Agência Estado

Com um crescimento anual de 25% ao ano, o mercado de aviação comercial da América Latina assumirá, em 2011, a liderança no faturamento da Embraer, com entre 30% e 35% da receita estimada, e superará tradicionais regiões, como Europa, Estados Unidos e Ásia. Segundo o diretor para a América Latina de Aviação Comercial da companhia, Eduardo Munhós de Campos, a crise financeira mundial de 2008 e o avanço da aviação regional, principalmente no Brasil e na Colômbia, são os fatores principais para a expansão latino-americano.

"O mercado mundial cresce 5% ao ano e em alguns casos houve retração; depois da crise, clientes dos Estados Unidos e da Europa postergaram pedidos, enquanto no Brasil e na Colômbia muitos pediram para antecipar entregas", disse o executivo, que participa nesta terça-feira, 9, de um evento promovido pela Passaredo Linhas Aéreas, em Ribeirão Preto (SP).

Munhós afirma que o fenômeno do crescimento da aviação comercial na América Latina é recente. Segundo ele, até 2007 empresas da região tinham uma pequena participação nas encomendas da empresa. No ano 2000, de acordo com o executivo, Estados Unidos, com 50% e Europa, com 30% do mercado, praticamente dominavam os destinos de entregas da Embraer.

Só para o Brasil, a Embraer prevê entregar 35 aeronaves em 2011, para as companhias Passaredo, Azul e Trip, justamente as empresas de aviação que mais crescem no País porcentualmente. De janeiro a setembro de 2010, a Passaredo saltou 152% em volume de passageiros, a Azul, 88,9% e a Trip, 78,2%, ante igual período de 2009. O mercado brasileiro cresce 16% desde 2000, saltará 25% em 2010 e entre 2011 e 2014 o ritmo de alta deve ficar praticamente estável, em 14% ao ano.

Com um faturamento de US$ 10 bilhões, a Embraer é a principal companhia mundial em jatos até 120 assentos, com 77% do mercado da América Latina e 42% do mundo. Nesse cenário, a Embraer aposta no avanço da aviação regional, principalmente no País, para crescer em 2011, segundo Munhós.

"Em setembro de 2008, TAM e Gol respondiam por 93% do mercado e as outras por 7%. Em 2010, a participação das outras empresas chegou a 18%", disse. "Cerca de 9 milhões de passageiros devem viajar pela primeira vez em 2011, a tendência no Brasil é de redução da participação na frota dos aviões grandes e, por isso, prevemos um grande crescimento no mercado regional para aeronaves no próximo ano", concluiu o diretor da Embraer.



Tags: Embraer, receita, AL, América Latina, aviação, Eduardo Munhós de Campos, Passaredo, Azul, Trip, avião, aeronave.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência