Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 05/11/2010 | 18h00

PSA quer dobrar vendas no Mercosul até 2015

Grupo quer alcançar patamar de 500 mil unidades/ano.

Giovanna Riato, Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social



Giovanna Riato, AB
De Buenos Aires, Argentina


O novo presidente da PSA Peugeot Citroën para o Brasil e a América Latina, Carlos Gomes, chegou pronto para dar fôlego aos negócios da companhia no Mercosul. O executivo, que assumiu o cargo em julho, afirma que o grupo vai comercializar 275 mil unidades na região este ano, uma expansão de 20% sobre o resultado de 2009.

A intenção é dobrar este volume até 2015 e chegar a 500 mil veículos. “Estamos em um processo de globalização da empresa. Com a maturidade do mercado europeu nós estamos em busca de novas oportunidades para as nossas marcas”, afirmou Gomes durante a apresentação da linha de montagem do Peugeot 408, nesta sexta-feira, 5, em Palomar, na Argentina. Neste cenário, Rússia, China e América Latina, especialmente Brasil e Argentina, são os principais focos de expansão.

Prova da disposição da companhia para avançar em novas regiões são os lançamentos apresentados no Brasil este ano: a picape Peugeot Hoggar e o aventureiro Citroën Aircross. Os dois modelos são os primeiros desenvolvidos com exclusividade para atender aos consumidores da região.

Expansão

O crescimento dos mercados das vendas na América Latina já refletem em um crescimento significativo da produção. A unidade de Palomar, na Argentina, responsável pela montagem de modelos médios, como o Peugeot 408, deve fabricar 130 mil veículos este ano, contra 87 mil em 2009. Já a planta de Porto Real, no Rio de Janeiro, que produziu 111 mil carros no ano anterior, pode alcançar agora cerca de 150 mil unidades.

A fábrica brasileira passa por uma ampliação para saltar dos 160 mil veículos da capacidade instalada atual para 220 mil unidades em 2012. O aumento faz parte do investimento de R$ 1 bilhão planejado para o País no período mas a intenção é não parar por aí. Gomes já pensa em uma nova ampliação nos próximos anos, para que a região possa atender ao avanço do mercado.

O foco em mercados emergentes inclui também a busca de um índice cada vez mais alto de nacionalização dos produtos. “Queremos ampliar a nossa gama de fornecedores locais”, revela o presidente da empresa. Outro ponto que o executivo olha com atenção é a capacidade a preferência do consumidor brasileiro, que busca nas marcas Peugeot e Citroën sofisticação, design e qualidade. “Vamos seguir por este caminho”, sinaliza.

A jornalista viajou a convite da PSA Peugeot Citroën.



Tags: PSA, Peugeot, Citroën, 408, Aircross, Hoggar, Palomar, Porto Real, Carlos Gomes, produção.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV