Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mobilidade | 06/09/2010 | 09h09

TAM prevê integração plena com LAN até 2013

Bolonha defende participação de estrangeiros em 100%.

Tânia Monteiro, Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


O diretor-presidente da TAM, Marco Antonio Bologna, disse que a expectativa da holding Latam é que a integração da empresa brasileira com a chilena LAN esteja concluída dentro de dois a três anos, depois de o processo ter sido aprovado legalmente. Essa aprovação legal, na avaliação de Bologna, com os aceites da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), deverá durar de seis a nove meses.

Bologna, que esteve no Palácio do Planalto visitando a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, para apresentar a proposta de construção da holding, completando um ciclo de conversas com integrantes do governo, defendeu ainda projeto que tramita no Congresso que permite que estrangeiros detenham 100% de uma empresa aérea nacional. "Mas desde que exista reciprocidade", ressalvou ele.

Pela legislação em vigor, estrangeiros só podem ter 20% das ações de companhias aéreas brasileiras. Está em apreciação no Congresso projeto que permite que a participação saia de 20% e chegue a 49%. No mesmo texto, no entanto, há um parágrafo que abre a possibilidade de o Brasil fazer acordos bilaterais que permitam, mediante reciprocidade, que a participação estrangeira chegue a 100%.

Fonte: Tânia Monteiro, Agência Estado.



Tags: Latam, Lan, Tam, Anac, Cade, CVM.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência