Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 12/08/2010 | 00h00

Marco regulatório impulsionará ferrovias

Opinião é do ministro dos Transportes.

Jorge Wamburg, Agência Brasil

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, disse nesta quarta-feira, 11, que o marco regulatório do setor ferroviário vai dar ao país novas possibilidades de exploração. Ele defendeu a mudança da prioridade da matriz de transportes do país, atualmente concentrada nas rodovias, para o transporte ferroviário. Ele ressaltou também que as medidas serão discutidas com empresários da área para que os contratos existentes sejam respeitados.

O ministro falou durante a abertura do 4º Brasil nos Trilhos, encontro promovido pela Associação Nacional dos Transportes Ferroviários. Passos disse que o governo pretende também disciplinar a relação das concessionárias com o governo, e isso será feito de maneira transparente.

O trem de alta velocidade, que vai ligar o Rio de Janeiro a São Paulo e Campinas, é uma das prioridades do setor e poderá ser ampliado para mais estados. "A licitação já está em curso. É natural que surjam dúvidas e questionamentos, pois no Brasil não é diferente do que aconteceu no resto do mundo. Os grandes projetos ensejam sempre a polêmica."

Entre as principais obras do setor ferroviário, o ministro citou a Ferrovia Norte-Sul, com 1.575 quilômetros (km), ligando Açailândia (MA) a Anápolis (GO) e que deverá estar concluída até dezembro deste ano. E a Anápolis-Estrela do Oeste, com investimentos de R$ 2,7 bilhões, que já está em fase de licitação. Além disso, ele citou a Nova Ferrovia Transnordestina, com 2.278 km, que está em construção de Eliseu Martins (PI) a Suape, em Pernambuco.

Fonte: Jorge Wamburg, Agência Brasil.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência