Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

| 01/04/2009 | 00h00

Resumo Automotive Business

A Volkswagen ensaia uma retomada da liderança no ranking de vendas de veículos no Brasil, ocupada pela Fiat Automóveis. Por enquanto a marca limita-se ao primeiro lugar entre os automóveis, mas perde para a Fiat entre os comerciais leves. Há quem assegure que até o final do ano a marca alemã assumirá o segundo lugar no ranking global, atrás apenas da Toyota.

Automotive Business

A Volkswagen ensaia uma retomada da liderança no ranking de vendas de veículos no Brasil, ocupada pela Fiat Automóveis. Por enquanto a marca limita-se ao primeiro lugar entre os automóveis, mas perde para a Fiat entre os comerciais leves. Há quem assegure que até o final do ano a marca alemã assumirá o segundo lugar no ranking global, atrás apenas da Toyota.

Há uma agitação na operação da Mitsubishi no Brasil, comandada pelo grupo Souza Ramos. Ao mesmo tempo que a empresa demitia praticamente todo a equipe da Suzuki, que tinha como presidente Alexandre Câmara, surgiu a notícia da transferência da produção de veículos Mitsubishi do Japão para Catalão, em Goiás. A operação da Suzuki é feita em paralelo à da Mitsubishi, utilizando o porto de Vitória para o desembarque dos veículos japoneses. A revisão dos carros e o estoque de peças de reposição fica em Catalão.

O tanquinho de gasolina utilizado pelo sistema flex desapareceu do Volkswagen Polo, que introduziu a partida a frio. A nova tecnologia funciona? A Quatro Rodas testou mais de uma vez em uma câmara fria e registrou que não. Vale lembrar que colocar 15% de gasolina no tanque de combustível de um carro flex também resolve o problema da partida a frio. A solução adotada no Polo consiste em pré-aquecer o combustível com uma resistência elétrica para a partida.

A queda de 11,2% na produção de veículos este ano, estimada pela Anfavea, resulta principalmente da nossas perdas nos mercados internacionais, que estão retraídos ou foram ocupados pelos nossos concorrentes (que são até mesmo as matrizes das montadoras aqui instaladas. Esse nível de queda no ritmo das linhas de montagem havia sido antecipado amplamente no final do ano passado, pouco antes da crise se agravar. O resultado será obtido graças à redução do IPI na venda de carros novos, que vale até o final de junho. Depois disso o fôlego do setor dependerá da recuperação da economia e de maior oferta de crédito.

Segundo a Anfavea, a produção de máquinas agrícolas este ano deverá chegar a 65 mil unidades, ou 23,5% menos do que em 2008. As vendas ao mercado interno são estimadas em 47 mil unidades (54,5 mil em 2008).

O Sindipeças havia estimado em fevereiro uma produção de 2.697 veículos em 2009, para vendas internas de 2.231 unidades e exportação de 466 unidades. Paulo Butori, presidente da entidade, admite que os números podem ser um pouco maiores e a entidade está trabalhando numa revisão. Já Letícia Costa não anda tão otimista: para ela, a produção deve ser um pouco superior a 2,6 milhões de unidades.

O setor de autopeças dificilmente conseguirá repassar a defasagem de preços acumulada pelo setor ao longo dos últimos meses, que varia de 7% a 10% de acordo com cada empresa. Com as promoções e feirões, os preços dos veículos estão contidos pela forte concorrência.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência