Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Latin NCAP dá nota zero em novos testes do Ka e HB20
Latin NCAP: em impacto lateral, HB20 (esq.) e Ka ofereceram baixa proteção ao passageiro

Segurança | 08/12/2020 | 20h00

Latin NCAP dá nota zero em novos testes do Ka e HB20

Em avaliação sob protocolos mais rígidos, compactos da Ford e Hyundai ficam sem estrelas

PEDRO KUTNEY, AB

Com a aplicação de protocolos mais rigorosos do Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe (Latin NCAP) a partir deste ano (veja aqui), já se sabia que seria quase impossível para carros produzidos na região, com mínima adoção de sistemas de segurança, conseguir boas avaliações da entidade independente. Mas os primeiros resultados são ainda mais decepcionantes do que o esperado. Na segunda rodada de resultados deste ano, o Latin NCAP conferiu nota zero (em escala que vai até cinco estrelas) para as versões básicas dos compactos Ford Ka e Hyundai HB20 – ambos produzidos no Brasil e sempre listados entre os cinco mais vendidos do País.

“Os consumidores deveriam rejeitar veículos de montadoras que oferecem segurança padrão de classe mundial em alguns mercados e na América Latina proporcionam níveis de proteção tão baixos. Modelos populares como HB20 e Ford Ka são vendidos com zero estrela, enquanto seu concorrente direto, o novo Onix, oferece seis airbags, controle de estabilidade (ESC), proteção para pedestres e SBR (alerta de afivelamento de cintos) nos bancos dianteiros e traseiros de série, 5 estrelas para ocupantes adultos e crianças. O Latin NCAP incentiva a Ford e a Hyundai a melhorar substancialmente a segurança padrão do Ka e do HB20 para o mesmo nível do Onix o mais rápido possível”, criticou Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP.



NOTA DA REDAÇÃO: A avaliação do novo Onix realizada pelo Latin NCAP em 2019 foi feita sob os protocolos anteriores aplicados pela entidade, menos rigorosos. Provavelmente o modelo da GM não conquistaria cinco estrelas pelos padrões atuais, mas tem nível de equipamentos superior aos do HB20 e Ka e possivelmente teria avaliação melhor.

TESTES MAIS AMPLOS E RIGOROSOS



Sob os novos protocolos adotados em 2020, Ford Ka Sedan e Hyundai HB20 foram avaliados em ensaios de impacto frontal e lateral, chicote cervical e proteção de pedestres. O impacto de poste lateral, que também faz parte da bateria de testes, não foi executado em nenhum dos dois modelos porque eles não oferecem proteção lateral (airbags cortina) para a cabeça como padrão.

O padrão atual também avalia a presença e o funcionamento de sistemas de segurança ativa que nenhum dos dois carros possui em proporção suficiente para conseguir alcançar nota melhor. Este ano o Latin NCAP incluiu em sua lista de avaliações controle eletrônico de estabilidade (ESC), frenagem automática de emergência (AEB), alerta e assistente de permanência em faixa de rodagem e monitoramento de ponto cego, que contribuem com porcentuais da nota conferida ao veículo em proporção gradual e crescente até 2023. Além disso, desde o fim de 2019 só atingem pontuação máxima os carros que trazem de série, em 100% das opções, seis airbags (dois frontais, dois laterais para tórax e duas cortinas para cabeça), cintos de segurança com pré-tensionador e limitador de carga, design dianteiro protetivo para pedestres, limitador de velocidade e fixação de cadeiras infantis Isofix.

“Ka e HB20 não estão em conformidade com os regulamentos das Nações Unidas sobre proteção de pedestres, e o controle eletrônico de estabilidade (ESC) não é oferecido como padrão. Além disso, ambos não têm folha de resgate disponível de acordo com os requisitos do Latin NCAP”, destaca o comunicado da entidade. “O Latin NCAP não recomenda a compra de veículos sem ESC, proteção a pedestres, airbags laterais de corpo e cabeça e nem modelos avaliados com zero ou uma estrela”, completa.


Impacto frontal do Hyndai HB20: proteção média

Nas avaliações, o HB20 produzido pela Hyundai em Piracicaba (SP), com dois airbags de série, alcançou índice de 19% na proteção de ocupantes adultos, 10% para ocupante infantil, 43% para pedestres e apenas 14% para assistência à segurança (os sistemas ativos mencionados acima). A proteção na simulação de impacto frontal foi considerada média e ruim para o tórax na colisão lateral. O teste de chicote cervical também mostrou desempenho abaixo do desejável, que adicionado à ausência de ESC como equipamento padrão para todas as versões explica o resultado de zero estrela para o modelo.

Lançada em setembro de 2019, a segunda geração do HB20 foi imediatamente testada pelo Latin NCAP na época, ainda sob os protocolos anteriores, e recebeu quatro estrelas (do total de cinco) para ocupantes adultos e três para crianças. Contudo, um segundo teste de auditoria realizado em outubro passado mostrou resultados piores e por isso o nível de segurança para adultos foi rebaixado a apenas uma estrela (leia aqui). Na ocasião, a Hyundai afirmou que iria verificar os motivos da discrepância, mas não divulgou a evolução do processo e agora o carro ficou com nota zero.


Após teste de colisão do Latin NCAP, Ford promete melhorar sistemas de segurança do Ka Impacto frontal do Hyndai HB20: proteção média

O Ford Ka produzido em Camaçari (BA), com dois airbags de série, atingiu 34% de efetividade na proteção para ocupantes adultos, 9% para ocupante infantil, 50% para proteção a pedestres e somente 7% para assistência à segurança. No ensaio de impacto frontal a proteção ao motorista e passageiro foi considerada média, mas na simulação de colisão lateral o carro apresentou proteção torácica fraca e zerou sua pontuação nesta avaliação. Assim como no HB20, o teste de chicote cervical também mostrou desempenho ruim e a falta de ESC de série em todas as versões justificam o resultado do modelo.

O Ka já havia sido testado pelo Latin NCAP em setembro de 2018, quando conseguiu três estrelas para proteção a adultos e quatro para crianças na avaliação sob protocolos antigos e menos rígidos. Como consequência do teste atual, segundo a entidade, a Ford informou que pretende trabalhar para fazer melhorias de segurança em seus produtos, incluindo a adoção de ESC e airbags laterais de série em todas as versões. O Latin NCAP informa que já avaliou uma versão mais bem equipada do Ka com essa configuração e “os resultados confirmam a melhoria na proteção”.

A entidade informa que a classificação por estrelas do Ka será atualizada assim que a Ford incorporar mais recursos de segurança de série para toda a região da América Latina e do Caribe. “Alguns fabricantes, como a Ford, reagem positivamente aos resultados do Latin NCAP. Esperamos que essas promessas se reflitam em veículos mais seguros para os consumidores e incentivamos todos os outros fabricantes a seguir esse caminho”, comentou Stephan Brodziak, presidente do conselho de administração do Latin NCAP.

VEJA OS VÍDEOS DOS TESTES DE COLISÃO DO FORD KA SEDAN





VEJA OS VÍDEOS DOS TESTES DE COLISÃO DO HYUNDAI HB20







Tags: Latin NCAP, segurança, Ford Ka, Hyundai HB20, teste, avaliação, ensaio, crash test, colisão, impacto, estrelas, notas, protocolo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência