Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Investimentos da Mercedes-Benz no Brasil estão mantidos, diz novo presidente
Deppen: “Estamos comprometidos em manter o ciclo de investimento da Mercedes-Benz no Brasil de R$ 2,4 bilhões de 2018 a 2022”

Indústria | 23/09/2020 | 18h20

Investimentos da Mercedes-Benz no Brasil estão mantidos, diz novo presidente

Karl Deppen afirma que País segue com potencial elevado

PEDRO KUTNEY, AB

Recém-chegado em pleno pico da pandemia de coronavírus (ele assumiu o posto em 1º de julho passado), o novo presidente da Mercedes-Benz no Brasil e América Latina, Karl Deppen, ainda evita fazer qualquer prognóstico concreto sobre a evolução do mercado de caminhões e ônibus na região nos próximos meses e em 2021, pois “temos ainda muitas incertezas para fazer uma previsão”. Mas o executivo, em sua primeira entrevista aqui, garantiu que o País segue com potencial elevado e os investimentos previstos estão mantidos.

“Ninguém esperava começar aqui no pico da pandemia. Estamos ajustando a empresa aos desafios do momento, mas seguimos comprometidos com os investimentos de R$ 2,4 bilhões até 2022, que já incluem o lançamento de novos produtos como o novo Actros, além da modernização da fábrica de São Bernardo com a introdução de linhas de manufatura 4.0”, afirmou Karl Deppen.



A Mercedes-Benz tem em curso programa de R$ 2,4 bilhões no período 2018-2022, dos quais R$ 1,4 bilhão foram direcionados ao desenvolvimento do novo Actros brasileiro e R$ 100 milhões foram aplicados à nova linha de montagem de cabines em São Bernardo do Campo (SP), com sistemas digitais de manufatura da Indústria 4.0. Os R$ 900 milhões restantes serão investidos em novas linhas 4.0 da fábrica, que também produz chassis de ônibus, motores, transmissões, eixos e outros componentes, e lançamentos de novos produtos e serviços.

“Devido ao impacto da pandemia temos de reduzir os custos e equilibrar o caixa, mas não paramos de desenvolver inovações e oferecer produtos eficientes, com o objetivo de sermos a escolha preferencial de nossos clientes”, destacou Deppen. “O Brasil sempre foi volátil e enfrentamos muitos desafios nesses últimos três meses que estou aqui. Mas chego com otimismo, porque temos um forte portfólio de produtos apreciados pelos clientes e o novo Actros nos coloca no topo do mercado e estamos muito otimistas com ele”, completou.

Segundo a Mercedes, já foram vendidas mais de mil unidades do novo Actros no Brasil desde a apresentação do modelo e abertura das encomendas, há cerca de um ano, mas as entregas estão atrasadas por causa da pandemia que interrompeu a produção em São Bernardo entre o fim de março e abril. Os clientes deveriam ter recebido o modelo a partir de abril passado, mas só em julho os primeiros modelos vendidos puderam a ser entregues.

EVOLUÇÃO INCERTA DO MERCADO



Sobre a evolução do mercado brasileiro após a fase mais aguda da pandemia de Covid-19, Deppen avalia que os diversos setores da economia brasileira apresentam diferentes velocidades de recuperação, por isso ainda é difícil prever volumes para os próximos meses e 2021. “Existem muitas previsões para o PIB e o mercado de caminhões depende do desempenho da economia. Temos ainda muitas incertezas, mas estou ansioso para ver as projeções que a Anfavea divulgará em breve”, disse – enquanto era ouvido também por Luiz Carlos Moraes, diretor de relações institucionais da Mercedes-Benz e atual presidente da Anfavea.

Stefan Buchner, chefe mundial da Mercedes-Benz Trucks que após 36 anos na companhia vai se aposentar a partir da semana que vem, também participou da conversa e lembrou que o Brasil segue sendo o maior mercado único para os caminhões da marca. “Estive no Brasil muitas vezes nos últimos anos e acompanho de perto a situação do País. Estamos convencidos que é um mercado importante para nós, por isso seguimos investindo grandes somas em São Bernardo, tanto para modernizar a planta com recursos da indústria 4.0 como para desenvolver produtos com uma equipe competente de engenharia”, afirmou.



Tags: Mercedes-Benz, investimento, indústria, Karl Deppen, fábrica, caminhões, ônibus, Indústria 4.0, novo Actros.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência