Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Argentina eleva projeções de produção e vendas após 4 meses de expansão
Herrero, presidente da Adefa: setor trabalha para recuperar nível de atividade pré-pandemia na Argentina

Indústria | 03/09/2020 | 21h00

Argentina eleva projeções de produção e vendas após 4 meses de expansão

Fabricantes se comprometem a produzir mínimo de 250 mil veículos em 2020 e estimam mercado interno de 290 mil

REDAÇÃO AB

Após quatro meses seguidos de recuperação de produção, exportação e vendas internas na Argentina, os fabricantes de veículos associados à Adefa aumentaram em 20 mil unidades (15 mil delas para exportação) o objetivo do ano, comprometendo-se em negociações com o governo, sindicatos e fornecedores a produzir no mínimo de 250 mil carros, comerciais leves e caminhões em 2020, assegurando assim previsões mínimas para a cadeia de suprimentos e montadoras. Ainda assim, o volume será 24,6% inferior ao realizado em 2019.

“O setor trabalha para recuperar o nível de atividade pré-pandemia, em um esforço que requer previsibilidade para poder planejar. Por isso estabelecemos o diálogo com o Ministério do Desenvolvimento e os sindicatos, para traçar um caminho. Nesse sentido assumimos um compromisso para aumentar a produção e exportações, sem descuidar da provisão ao mercado interno. Assim estabelecemos as bases de nossa atividade industrial até o fim do ano”, afirmou Daniel Herrero, presidente da Adefa.



Segundo divulgou a entidade na quinta-feira, 3, os fabricantes instalados no país produziram 25.835 unidades em 20 dias de trabalho durante agosto. O volume é 21,2% do que o registrado em julho, mas ainda 16,2% abaixo do mesmo mês de 2019. Nos oito meses do ano, foram produzidos na Argentina 213.643 unidades, uma acentuada retração de 37,5% na comparação com igual período um ano antes.

As exportações somaram 13.606 unidades em agosto, em expressivo crescimento de 41,6% ante julho, mas ainda 27,8% abaixo do mesmo mês do ano passado. As vendas externas acumuladas de 146.455 veículos de janeiro a agosto representam forte queda de 47,8% em relação aos mesmos meses de 2019.

Com as novas projeções, a Adefa estima que as exportações vão continuar em franca recuperação até o fim de 2020, e projeta que a balança comercial do setor vai fechar o ano com superávit de US$ 1,77 bilhão.

No mercado interno, as vendas no atacado aos concessionários na Argentina em agosto totalizaram 28.346 unidades, volume que representa crescimento de 26,1% sobre julho, e queda de 25,4% em relação ao mesmo mês de 2019. No acumulado do ano as montadoras faturaram 173.979 veículos à rede de revendas no país, número 34,2% menor do que o verificado em igual intervalo um ano antes.

Com base nas novas previsões e compromissos assumidos na semana passada, a Adefa estima que o mercado argentino vai encolher perto de um terço do que foi em 2019, em queda de 35%, para 290 mil veículos este ano. De agosto a dezembro a entidade informa que o governo se preparou para liberar a importação 96 mil unidades, principalmente do Brasil.



Tags: Argentina, Adefa, produção, exportação, vendas, projeção, pandemia, coronavírus, Covid-19.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência