Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Tiggo 8 chega com recursos e preço para bater concorrência
Tiggo 8 tem desenho imponente, assinado pela equipe do britânico Kevin Rice, que comanda estúdio de design da Chery em Frankfurt

Lançamentos | 12/08/2020 | 19h20

Tiggo 8 chega com recursos e preço para bater concorrência

Montado em Anápolis, maior e mais sofisticado SUV da Caoa Chery é vendido em uma só versão completa de R$ 168.600 – e R$ 156.900 na promoção de lançamento

PEDRO KUTNEY, AB

Na data em que completou três anos da assinatura do acordo que criou a associação entre o Grupo Caoa e a chinesa Chery no Brasil, a Caoa Chery lança o seu sexto produto no País – e quarto SUV –, o Tiggo 8, o seu maior veículo em tamanho, sofisticação e conteúdo tecnológico. Com recheio generoso e preço menor do que a concorrência, o SUV de sete assentos começa a ser vendido esta semana em uma única versão, a TXS, completa e sem opcionais, por R$ 168,6 mil – com oferta especial de lançamento de R$ 156,9 mil “por curto período” não determinado pela marca.

A Caoa Chery tem expectativa de vender algo como 300 Tiggo 8 por mês e para atender essa demanda ajustou na mesma capacidade a fábrica do Grupo Caoa em Anápolis (GO) – onde já são produzidos Tiggo 5x e 7 sobre a mesma plataforma T1X e foram contratados 100 novos funcionários com a chegada do novo modelo. “Mas podemos rapidamente até dobrar o volume de produção e contratar mais se for necessário”, antecipa Marcio Alfonso, CEO da empresa. A planta recebeu investimentos para montar o modelo com grande número de componentes importados, o conteúdo nacional mal passa de 10%, mas há planos de aumentar o porcentual para cerca de 30% nos próximos dois anos.


Lanternas de LED destacam a traseira do Tiggo 8

Com a oferta de mais um SUV, a Caoa Chery espera consolidar e ampliar seu bom desempenho nos últimos anos que culminou com a conquista da 11ª posição entre as marcas de veículos mais vendidas do País no primeiro semestre, com 8,8 mil unidades emplacadas, participação de quase 1% e queda nas vendas de 14%, menos da metade da retração média do mercado de 36% no período. Assim ficou à frente de fabricantes bem mais tradicionais no mercado e já de olho no décimo lugar com mais lançamentos previstos. “Acreditamos que existe espaço para mais SUVs e programamos mais novidades para este ano e 2021, contando renovações e novos produtos”, revela Alfonso.

SALTO TECNOLÓGICO COM O TIGGO 8



Concebido dentro dos novos padrões globais de produtos da Chery, o Tiggo 8 foi desenhado no estúdio europeu da empresa em Frankfurt, na Alemanha, por equipe chefiada pelo britânico Kevin Rice (ex-Opel). O lançamento na China ocorreu em abril de 2018, três meses depois o modelo começou a ser vendido em outros países. Desde então já foram vendidas 154 mil unidades no mundo todo. O SUV já tinha sido apresentado ao público brasileiro no Salão do Automóvel de São Paulo de 2018, com a indicação de ser montado no País até o fim de 2019, mas a Caoa Chery preferiu esperar um pouco mais para ajustar melhor a fábrica e sua estratégia.


O painel bem acabado e tecnológico do Tiggo 8: quadro de instrumentos digital e tela da central multimídia de 10,2 polegadas

A Caoa Chery avalia que dá seu maior salto tecnológico ao montar o Tiggo 8 no Brasil. O modelo tem acabamento esmerado, com portas e painel revestidos em couro estofado, suave ao toque, e incorpora algumas das mais modernas tecnologias automotivas desenvolvidas nos últimos anos, incluindo quadro de instrumentos totalmente digital e configurável de 12,3 polegadas e uma ampla tela tátil HD do sistema multimídia de 10,2 polegadas, que também mostra a imagem do sistema de câmera 360 graus e ajusta sete cores diferentes de iluminação da cabine.

“O Tiggo 8 chega para quebrar todos os paradigmas da indústria. O carro possui uma ampla lista de equipamentos presentes em carros de alto luxo por preço extremamente competitivo”, destaca Marcio Alfonso.



O Tiggo 8 marca a estreia no Brasil da terceira geração do motor de Acteco 1.6 Turbo GDI, com intercooler e injeção direta de gasolina, quatro cilindros, 16 válvulas e sincronismo variável de válvulas (VVT), que gera até 187 cv a 5.500 RPM e torque máximo de 275 Nm (28 kgfm) de 2.000 a 4.000 RPM. O câmbio automático é de dupla embreagem e sete marchas, com ajuste de condução esportiva ou econômica e possibilidade de mudanças manuais na alavanca tipo joystick, que controla os engates com simples toques e indica as posições com sinais luminosos na própria manopla. O conjunto, segundo medições da fabricante, é bastante ágil, com aceleração de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos.


Equipado com motor 1.6 turbinado com injeção direta e 187 cv, transmissão automática de dupla embreagem e 7 marchas, o Tiggo 8 é rápido e econômico

O consumo medido pela Caoa Chery é de 9,8 km/l na cidade e 12 km/l na estrada. Como o comportamento do motor com a gasolina brasileira (com 27% de álcool anidro) se mostraram bastante eficientes, a fabricante informa que no momento não tem planos de lançar uma versão flex (bicombustível gasolina-etanol) do modelo.

Com 4,7 m de comprimento, 1,86 m de largura, 1,70 m de altura e 2,71 m entre eixos, sobra espaço interno no Tiggo 8, um SUV de grande porte para até sete ocupantes, que no Brasil só encontra dois concorrentes diretos: Mitsubishi Outlander e Volkswagen Tiguan Allspace. Mas a lotação completa reflete em prejuízo para bagagens. Com as três fileiras de bancos em uso a capacidade do porta-malas é de apenas 193 litros. Mas os bancos são modulares, com rebatimento 50%-50% na terceira fileira e 40%-60% na segunda. Com a terceira fileira rebaixada, o bagageiro acomoda 889 litros e com a segunda rebaixada vai a impressionantes 1.930 litros, cabe até uma prancha de surf de 2 metros.


Espaço interno não falta no Tiggo 8 para até sete ocupantes: segunda e terceira fileiras de bancos podem ser rebatidas para aumentar a capacidade de bagagem

AMPLO PACOTE TECNOLÓGICO DE CONFORTO E SEGURANÇA



A ampla lista de itens de conforto e conveniência do Tiggo 8 montado no Brasil inclui direção elétrica, ar-condicionado eletrônico de dupla zona de temperatura e duas saídas para os assentos traseiros, sistema de áudio com oito alto-falantes, acendimento automático dos faróis por sensor crepuscular, volante multifuncional com controles do piloto automático (cruise control), telefonia, voz e sistema de áudio, carregador de celular por indução (sem fio), entradas USB para ocupantes da primeira e da segunda fileira de bancos, banco do motorista com ajustes elétricos, teto panorâmico, retrovisores externos com sistema antiembaçante e ajuste e rebatimento elétricos, sensor de chuva para acionamento automático de limpadores, faróis de LED com ajuste elétrico de altura, lanternas de LED, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, rodas de liga leve 18” calçadas com pneus 235/55.

O Tiggo 8 também tem sensores de reconhecimento à distância da chave para travamento/destravamento das portas, fechamento/abertura de vidros e teto panorâmico e abertura automática do porta-malas por aproximação. O motor e o ar-condicionado podem ser acionados de fora do carro, com um comando pela chave, para antecipar a climatização da cabine antes de os passageiros entrarem.



O pacote de segurança ativa e passiva é bastante completo. O Tiggo 8 é equipado com seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois cortinas), freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD (distribuição eletrônica de frenagem), controles eletrônicos de tração (TCS) e estabilidade (ESP), monitoramento de ponto cego (BSD) com aviso sonoro e visual no quadro de instrumentos e nos espelhos retrovisores externos, assistente de partida em rampa (HHC), controle eletrônico de descida em aclives (HDC), freio de estacionamento eletrônico (EPB) com função Auto Hold, sistema de monitoramento dos pneus (TPMS) com aviso sonoro e alerta visual para pressão baixa e temperatura elevada. Todos os assentos, inclusive o central da segunda fileira de bancos, contam com cinto de segurança de três pontos, e o assento traseiro conta com sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis.

Para ter maior igualdade com alguns concorrentes, faltou ao Tiggo 8 a frenagem automática de emergência e alerta (ou assistente) de mudança de faixa.



Tags: Caoa Chery, Grupo Caoa, Tiggo 8, lançamento, mercado, SUV.

Comentários

  • samuelValença

    Bomdia. Acho incrivel um detalhe que passa despercebido por todas as montadoras de carros no Brasil. Parecem que nao se dao conta de que estao construindo carros para um um grande pais qu, tirando a regiao sul, e de clima quente. Neste caso, e por todas as outras caracteristicas desfavoraveis - continuam a produzir o interior do veiculo em nonocromatico PRETO. Isto nao faz nhem sentido para o Brasil. Na europa e nos USA, de clima mais frio os carros tem interior claro, variando do BRANCO ao MARFIM. pode nao parecer mais isto torna o interior Maior, mais claro, mais fresco, enfim mais bonito e agradavel. O interior PRETO ao contrario, torna o veiculo menor, mais escuro, mais quente, esconde a beleza do design se tornando menos agradavel. O PRETO para o interior deveria ser Opcional e nao de serie. Qialquer das montadoras que quiser vender mais, basta aplicar no Brasil as cores mais claras como Areia, bege, creme ou marfim e exagerando o interior barnco que tambem deveria ser opcinal. Assim. alem da beleza interiror ser destacada o restante faria muito mais sentido. Espero que esta observaçao chegue as montadoras. Muito Obrigado.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência