Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 05/08/2020 | 19h47

MWM é nomeada pelo Senai para projeto do Rota 2030

Programa prevê conectar empresas a startups na busca por soluções para a cadeia automotiva

REDAÇÃO AB

A fabricante de motores MWM foi nomeada para fazer parte de um dos projetos liderados pelo Senai dentro do PPP, Projetos e Programas Prioritários do Rota 2030, lançado no ano passado e que visam o desenvolvimento da cadeia automotiva nacional (leia aqui). A empresa foi nomeada para o projeto A3 Alavancagem de Alianças para o Setor Automotivo, na terceira categoria (desafio automotivo), que tem como objetivo conectar empresas de médio e grande portes a startups e pequenas empresas por meio do compartilhamento de risco financeiro e tecnológico. Nela, os membros buscarão o desenvolvimento conjunto de soluções voltadas à cadeia de fornecedores.

Dentro do PPP, o Senai é o responsável pelo incremento da produtividade da cadeia industrial automotiva, incluindo máquinas agrícolas e rodoviárias. Além dele, o governo nomeou outras instituições para coordenar os recursos destinados aos programas, como Embrapii, BNDES, Finep e Fundep.

Na primeira etapa de liberação de investimentos, a MWM, que terá o suporte da equipe de inovação em manufatura avançada e microfabricação do Senai de São Paulo. Para esta categoria, foram propostos quatro temas pela MWM, baseados nas dificuldades das empresas do setor automobilístico. A empresa se valerá de seu know how em lean manufacturing para propor potenciais melhoras na cadeia produtiva. Além disso, a MWM sugeriu projetos que estão relacionados com o desenvolvimento de tecnologia de integração de sistemas da indústria 4.0 com relação à gestão operacional. Com o programa, a MWM irá compartilhar o risco (custos) com o Senai e empresa proponente.

“Esta nomeação muito nos orgulha, pois participar do edital e ser nomeados com projetos nos quais poderemos compartilhar os sucessos obtidos com atividades lean e da indústria 4.0, contribuindo com o progresso de toda cadeia automotiva. Esse reconhecimento está em linha com o nosso objetivo, que sempre será prover aos nossos clientes o melhor em motorização diesel e geração de energia e contribuir com o progresso de toda cadeia de fornecedores brasileira”, destaca Michael Andreas Ketterer, diretor da unidade de negócios de operações e qualidade da MWM.

Os temas selecionados pela MWM são:

- Manufacturing Execution System (M.E.S.) – sistema acessível financeiramente, em formato PWA (progressive web app), com escalabilidade e funcional / amigável a experiência do usuário;

- Quality Execution System (Q.E.S) – sistema para gestão integrada de aspectos da qualidade ao longo de todo o ciclo de vida do produto, agregando os requisitos que regem a indústria automotiva como exemplo IATF 16949 / VDA 6.3;

- Advanced Planning and Scheduling (A.P.S) – sistema para planejamento da produção integrado ao ERP, M.E.S, Q.E.S e WMS;

- IOT para rastreamento de rack de motores, iniciativa para rastreabilidade e otimização do fluxo de manutenções preventivas, minimizando custos e riscos.



Tags: MWM, MWM Motores, Senai, projeto, Rota 2030, cadeia automotiva, startup.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência