Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas já indicam “novo normal”, diz Fenabrave
Assumpção Jr., presidente da Fenabrave: mercado está se ajustando ao “novo normal”

Mercado | 04/08/2020 | 16h50

Vendas já indicam “novo normal”, diz Fenabrave

Após crescimento consistente nos emplacamentos de julho, entidade mantém projeção de queda de 37% em 2020

PEDRO KUTNEY, AB

Ao divulgar números consolidados de julho que confirmaram o melhor desempenho mensal de vendas de veículos no País desde março, quando a pandemia de coronavírus fechou concessionárias e pátios de emplacamentos dos Detrans, a Fenabrave avalia que o resultado já aponta para o que chama de “novo normal” do mercado nacional, segundo Alarico Assumpção Jr., presidente da entidade.

Na terça-feira, 4, a entidade, que reúne os distribuidores franqueados das montadoras, confirmou o emplacamento de 163 mil automóveis e comerciais leves em julho, o que significou alta de quase 33% sobre junho e retração de 30% na comparação com o mesmo mês de 2019, conforme adiantado por Automotive Business. Na soma dos primeiros sete meses do ano, os 926,3 mil emplacamentos registrados de veículos leves revelam queda de 37,4% ante igual intervalo do ano passado, em linha com a projeção da Fenabrave, que estima contração de 37% no mercado de carros e utilitários em 2020.

“Independentemente dos dois dias úteis a mais de emplacamentos em julho (23 ao todo) em relação a junho (21), podemos observar que o mercado vem gradativamente se ajustando ao ‘novo normal’ e o índice de confiança dos consumidores começa a melhorar quando vemos uma retração menor do que a esperada nos números de desemprego e melhores níveis de aprovação cadastral para financiamento de veículos”, destaca Alarico Assumpção Jr.



Pelas estatísticas da Fenabrave, o volume mensal ficou na 15ª colocação entre todos os meses de julho, e o acumulado de janeiro a julho é 18º pior já registrado pela entidade em suas séries históricas iniciadas em 1957.

Na avaliação do presidente da Fenabrave, com a reabertura da maior parte das concessionárias do País em julho, mesmo com horário de atendimento reduzido em algumas cidades, o segmento de automóveis e comerciais leves reagiu positivamente à volta das negociações presenciais.

“O mercado reagiu de acordo com as nossas expectativas, confirmando as nossas projeções. Entre os fatores que contribuíram para essa melhora se destaca a concessão de crédito, que atualmente é de quase sete aprovações para cada 10 fichas cadastrais enviadas aos bancos, além do aumento da passagem de loja, que subiu de 20% em abril para mais de 60% do nível registrado antes da pandemia”, explicou Assumpção Jr.

“O próprio isolamento social provocado pela pandemia tem feito os consumidores voltarem a procurar por carros próprios, evitando assim aglomerações nos transportes coletivos”, complementa o dirigente.



- Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Fenabrave, mercado, vendas, emplacamentos, veículos leves, pandemia, coronavírus, Covid-19.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência