Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Grupo VW registra prejuízo de € 1,4 bi no 1º semestre por causa da pandemia

Balanço | 31/07/2020 | 19h52

Grupo VW registra prejuízo de € 1,4 bi no 1º semestre por causa da pandemia

VP de finanças considera este como o primeiro semestre mais difícil da história da companhia

REDAÇÃO AB

O Grupo Volkswagen registrou prejuízo de € 1,4 bilhão no primeiro semestre e queda de 23% do faturamento, para € 96,1 bilhões no período, em consequência da pandemia de coronavírus, conforme comunicado ao mercado relacionado ao seu balanço financeiro e divulgado na sexta-feira, 31.


No comunicado, a companhia reforça que as medidas adotadas logo no início da pandemia de coronavírus para reduzir os custos e garantir a liquidez foram bem-sucedidas, ajudando a reduzir os efeitos da crise. No entanto, os resultados ficaram abaixo das expectativas, aponta o relatório.

“O primeiro semestre foi um dos mais difíceis de nossa história devido à pandemia de Covid-19”, afirmou Frank Witter, membro do conselho de administração responsável por finanças e TI. “Graças ao grande esforço das equipes, conseguimos gradualmente acelerar as operações dentro do grupo e, até agora, conseguimos navegar constantemente por essa crise sem precedentes.



Segundo Witter, a empresa vem anotando índice de queda cada vez menores nos volumes de vendas desde maio. No entanto, o mercado já havia sido impactado fortemente pela pandemia: por causa da crise generalizada, as vendas globais das marcas do grupo diminuíram 27,4% com relação ao primeiro semestre do ano anterior, para pouco mais de 3,9 milhões de veículos. Há um ano, o grupo havia entregado quase 5,5 milhões de unidades.

Entre outros custos, o Grupo VW ainda registrou gastos equivalentes a € 700 milhões relacionados ao dieselgate, que pesaram no lucro operacional, o que contribuiu para o prejuízo anotado no semestre.

O Grupo Volkswagen antecipa em seu relatório que as vendas de 2020 serão significativamente menores com relação ao ano passado devido ao impacto da pandemia. Além disso, a empresa elenca outros fatores que continuam sendo enfrentados pela companhia em termos de mercado e que poderão influenciar em seu resultado até o fim do ano: a crescente intensidade da concorrência, mercados voláteis de commodities e câmbio e requisitos mais rigorosos relacionados a emissões.

Com isso, a companhia adianta que seu também caia significativamente neste ano, principalmente por causa da crise gerada pela Covid-19. Apesar disso, o grupo mantém a previsão de resultado operacional positivo para 2020.

No comunicado, a VW confirma que está revisando sua estrutura corporativa, mas de acordo com Frank Witter, atualmente não há novos planos para explorar desinvestimentos acrescentando que “todas as 12 marcas, incluindo Bentley, Bugatti, Lamborghini, Porsche e Audi, ainda são essenciais para o negócio”.



Tags: Grupo VW, Grupo Volkswagen, prejuízo, balaço, vendas, faturamento, lucro, crise, pandemia, coronavírus, Frank Witter.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência