Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Nissan Kicks completa três anos de produção em Resende
O Kicks nacional na fábrica da Nissan em Resende: três anos de produção

Indústria | 13/07/2020 | 14h55

Nissan Kicks completa três anos de produção em Resende

Fábrica já produziu mais de 155 mil unidades do SUV, 141 mil só para o mercado nacional

REDAÇÃO AB

Modelo mais vendido da Nissan no Brasil e na América Latina, o crossover ou SUV compacto Kicks completou este mês três anos de produção no Brasil, na fábrica de Resende (RJ), onde entrou na linha de montagem pela primeira vez em julho de 2017, quase um ano depois de ter estreado no mercado brasileiro, em agosto de 2016, ainda importado do México. A planta localizada no polo automotivo Sul-Fluminense já produziu mais de 155 mil unidades do Kicks, contando 140,8 mil para consumo nacional e 14,7 mil exportados para Argentina e Paraguai.

Ao todo, contanto unidades importadas (22,4 mil) e produzidas em Resende, já foram vendidos 163,3 mil Kicks no Brasil. As exportações do crossover brasileiro começaram ainda em 2017, cinco meses após o início da produção em Resende, quando foram embarcados os primeiros carros para a Argentina, e pouco depois para o Paraguai.

“Os resultados do Kicks demonstram que a Nissan acertou ao entregar a seus clientes um produto equilibrado, moderno, bonito e que incorpora a visão da marca, a Nissan Intelligent Mobility. Temos plena confiança que o Kicks vai continuar satisfazendo os proprietários e ser objeto de desejo dos consumidores”, afirma Tiago Castro, diretor sênior de marketing e vendas da Nissan do Brasil.



Tags: Nissan, Kicks, SUV, crossover, Resende, produção, fábrica.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência