Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Land Rover já vende no Brasil o novo Defender
Segundo a Land Rover, novo Defender é capaz de andar por trechos com até 90 centímetros de água

Lançamentos | 10/07/2020 | 20h00

Land Rover já vende no Brasil o novo Defender

Utilitário esportivo vem da Eslováquia em três versões, todas com opção de sete lugares

MÁRIO CURCIO, AB

A Land Rover já começou a vender no Brasil o novo Defender. O utilitário esportivo é fabricado em Nitra, na Eslováquia. Vem em três versões, todas equipadas com motor 2.0 turbo a gasolina de 300 cavalos. O preço inicial é de... respire fundo, R$ 400.750, valor da versão S e sem opcionais.

O intermediário SE sai por R$ 426.750 e o topo de linha HSE, por R$ 461.150. Todos podem receber como item opcional a terceira fileira de assentos (sete lugares), um pacote de R$ 14,3 mil que inclui ar-condicionado com três zonas distintas de temperatura.

“Iniciamos uma pré-venda on-line e também pelas concessionárias. Separamos 150 unidades”, afirma o diretor geral da Land Rover do Brasil, Divanildo Albuquerque.



O novo Defender foi mostrado pela primeira vez no Salão de Frankfurt de 2019 e gerou grande expectativa por causa da legião de fãs que o modelo tem. Ele utiliza carroceria de alumínio e sua rigidez torcional é dez vezes maior que a do antigo Defender.


Aparência quadradona da versão antiga foi revivida na traseira do novo carro, em que as lanternas agora ficam embutidas

A montadora procurou manter parte da identidade visual no novo carro utilizando faróis com contornos circulares, capô com a parte central elevada, desenho lateral com linhas retas e aqueles visores colocados nas laterais do teto, pouco acima das portas traseiras.

A capacidade off-road não vai decepcionar nem mesmo os jipeiros mais broncos. O novo Defender pode trafegar com até 90 centímetros de água e um recurso no painel mostra a profundidade de cada trecho por onde o carro estiver passando.

A suspensão com ajuste automático de altura permite que o vão livre do solo chegue a 29,1 centímetros, 2 cm a mais que no Defender antigo. Uma alça na lateral do painel facilita o acesso ao interior e todo o piso do carro recebe material plástico emborrachado.

A transmissão é automática de oito marchas e a tração tem 4x4 e também reduzida. O sistema eletrônico Terrain Response (presente em outros Land Rover) facilita o controle do Defender em piso íngreme e escorregadio.


Quadro de instrumentos usa tela de cristal líquido de alta resolução. No retrovisor interno há um monitor. Ele mostra o que ocorre atrás do carro mesmo quando a visão está encoberta por objetos altos no interior. No meio do painel dá para ver a profundidade da água em travessia de riachos ou os detalhes do caminho, como pedras altas, como se o capô e o motor fossem transparentes

O sistema de câmeras cria alguns recursos interessantes. A partir delas é possível ver pela tela central do painel a imagem que se teria se a dianteira do carro fosse transparente. E pelo retrovisor interno dá ver o que ocorre atrás do carro mesmo se houver alguma bagagem mais alta encobrindo a visão pelo vidro traseiro.

EQUIPAMENTOS E DESEMPENHO


Desde a versão S o novo Defender recebe retrovisores externos com rebatimento elétrico, nivelamento automático dos faróis, sensor de chuva, rack de teto, assistente de permanência na faixa de rodagem, monitoramento da pressão dos pneus, assistente de estabilidade para reboques (carretas ou trailers) e assistente de estacionamento 360 graus.


Visor acima das portas traseiras também é herança dos antigos Defender. Acabamento interno é caprichado, mas de fácil limpeza. Assoalho foi recoberto com plástico emborrachado

Segundo a Land Rover, a capacidade do porta-malas é de 857 litros e chega a 1.946 l com a segunda e terceira fila rebatidas. O motor 2.0 Ingenium da Jaguar-Land Rover tem muita força em baixas rotações. São 40,5 kgf.m de torque entre 1.500 e 4.000 rpm.

Com ele o Defender vai de zero a 100 km/h em 8,1 segundos, um tempo muito bom quando se considera que o SUV pesa 2.261 quilos na versão de cinco lugares. A velocidade máxima é de 191 km/h.


Os dois lugares extras no porta-malas são opcionais nas três versões. Custam R$ 14,3 mil e incluem ar-condicionado com três zonas de temperatura

“O carro entrega realmente o que é prometido”, garante o presidente da Jaguar Land Rover do Brasil, Frédéric Drouin. O antigo Defender já foi montado no Brasil. Isso ocorreu entre 1998 e 2005 dentro das instalações da Karmann-Ghia, em São Bernardo do Campo. O antigo jipão chegava em forma de kits CKD (totalmente desmontados).

Desde 2016 a Jaguar-Land Rover tem fábrica própria no Brasil em Itatiaia (RJ), onde monta atualmente um único modelo, o Discovery Sport. A unidade começou fabricando o Evoque, mas passou a importá-lo quando mudou de geração no exterior. Por isso é improvável a nacionalização do Defender em curto prazo.



Tags: Land Rover, Defender, Divanildo Albuquerque, Terrain Response, Frédéric Drouin, off-road, jipeiros.

Comentários

  • AntonioMarcos Perna Zanardo

    Fantástico.Sou fã de Land Rovers...e este é o mehor carro do mundo....

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência