Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de maio seguem sufocadas pela pandemia

Mercado | 01/06/2020 | 18h35

Vendas de maio seguem sufocadas pela pandemia

Emplacamentos cresceram 10% sobre abril, mas em queda de 76% sobre mesmo mês de 2019

JOEL LEITE, AUTOINFORME (COM REDAÇÃO AB)



As vendas de veículos leves em maio permaneceram sufocadas pela pandemia de coronavírus que fechou concessionárias e deflagrou a maior crise de confiança que se tem notícia. No mês foram emplacados 56.618 carros e comerciais leves, o que representa crescimento de 10,2% em relação a abril (51.362), mas queda de 75,8% em relação a maio de 2019, quando foram licenciados 234.173 zero-quilômetro, quase cinco vezes mais do que o nível atual do mercado. Os números foram obtidos pela Autoinforme



A média de emplacamentos permanece abaixo das 3 mil unidades/dia – calculando 20 dias úteis em maio, uma vez que os feriados antecipados pela Prefeitura de São Paulo e pelo governo paulista nos dias 20, 21 e 25 não afetaram os números. O Estado representa quase 30% das vendas de veículos no País, mas as concessionárias seguiram fechadas no mês todo, com negócios feitos somente via on-line, e o Detran estadual continua paralisado, realizando poucos emplacamentos.

Por causa do fechamento dos Detrans em vários estados, o volume de emplacamentos não representa a quantidade real de vendas, alguns especialistas apontam que podem ser até 30% maiores do que os licenciamentos registrados. Ainda assim, mesmo se todas os veículos vendidos fossem emplacados, o mercado seguiria deprimido no nível mais baixo dos últimos 50 anos.

O tamanho real do mercado pós-quarentena só será de fato conhecido a partir da reabertura das concessionárias e dos Detrans. Com os números fechados até maio, a retração anual vai se aprofundando após dois meses de forte recessão no setor. No acumulado de janeiro a maio foram emplacados 640,5 mil automóveis e comerciais leves no País, o que representa queda de 38% na comparação com o mesmo período do ao passado, quando as vendas já tinham ultrapassado a marca de 1 milhão de unidades (1,03 milhão).

RANKING EMBOLA, MAS GM SEGUE À FRENTE



A GM conseguiu sustentar em maio sua liderança do mercado brasileiro de veículos leves, com 9.968 unidades emplacadas e 17,6% de participação. Para o segundo lugar subiu a Fiat, que vendeu 8.773 unidades, com 15,5% de participação, superando com uma diferença muito pequena a Volkswagen, que fechou o mês com 8.696 carros vendidos e 15,4%.

A Toyota ficou na quarta colocação, com 4.647 unidades (8,2%), seguida pela Hyundai em quinto (4.523 e 8%) e em sexto lugar ficou a Renault (4.511). Completam a lista das dez marcas mais vendidas Ford (4.421), Jeep (2.577), Honda (2.433) e Nissan (1.612).

Para se ter ideia do tamanho da recessão, somente dois carros, Chevrolet Onix e Hyundai HB20, venderam mais de 2 mil unidades em maio. Foram registrados 3.296 emplacamentos do Onix e 2.218 do HB20.

A Fiat Strada foi o modelo que mais se aproximou dos líderes, ficou em terceiro lugar no ranking com 1.983 unidades vendidas e liderou a lista das picapes (mesmo às vésperas da chegada da nova geração do modelo ao mercado). Além da Strada, outra picape Fiat, a Toro, também integrou a lista dos dez mais vendidos no mês, ficou em oitavo lugar, com 1.662 emplacamentos. Toyota Hilux (1.444), Ford Ranger (1.400) e Chevrolet S10 (1.266) também venderam acima de mil unidades.

Vale destacar a boa presença do Kwid no ranking de maio, o carro da Renault vendeu 1.818 unidades e foi o quarto mais vendido. Fiat Argo, Ford Ka, Chevrolet Onix Plus e os Volkswagen Gol e Polo completam a lista dos dez mais. Destaque também para o recém-lançado Chevrolet Tracker, da GM, 11º colocado com 1.564 licenciamentos no mês.



Tags: Mercado, veículos leves, emplacamentos, vendas, maio 2020, Covid-19, pandemia, coronavírus.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência