Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Indústria de pneus registra queda de 73% das vendas em abril

Mercado | 20/05/2020 | 19h30

Indústria de pneus registra queda de 73% das vendas em abril

Demanda das montadoras cai 95% na comparação com março; mercado de reposição recua 67%

REDAÇÃO AB

A indústria de pneus registrou forte queda nas vendas de abril em comparação com março, segundo dados divulgados na quarta-feira, 20, pela Anip, associação das fabricantes de pneumáticos. Abril foi o primeiro mês completo da adoção das medidas de isolamento e quarentena em vários municípios brasileiros, o que afetou fortemente tanto a demanda das montadoras de veículos quanto do mercado de reposição.


Com um total de 1,2 milhão de unidades entregues no mês passado, a queda foi de 73% com relação aos mais de 4,47 milhões de pneus vendidos em março.

O fechamento da maior parte das fábricas de automóveis, caminhões e ônibus do País fez com que a demanda pelas montadoras diminuísse 95,4% em abril na comparação com março, segundo a Anip, com pouco mais de 45,8 mil unidades. Em março, o volume vendido às montadoras foi de 988,7 mil pneus.

Já as vendas de pneus para o mercado de reposição recuaram 67% no comparativo mensal, passando de 3,48 milhões para 1,15 milhões.

De janeiro a abril, as vendas de pneus no Brasil acumulam queda de 26,3% sobre igual período do ano passado, que passou de 19 milhões para pouco mais de 14,5 milhões.

“À medida que a indústria de veículos como um todo voltar à atividade, acreditamos que será possível reativar o mercado de vendas de equipamento original. Quanto ao mercado de reposição, ele segue de acordo com as restrições de cada município e estado. Esse retorno heterogêneo e de longo período tem um alto custo para a indústria, por isso é preciso definir um novo conjunto de ações que suportem o retorno da indústria e da economia como um todo, como outros países já estão fazendo", afirma o presidente executivo da Anip, Klaus Curt Müller.

QUEDA ACENTUADA EM TODOS OS SEGMENTOS


Entre as categorias, o que mais puxou as vendas para baixo foi o segmento de pneus para automóveis, cujos volumes reduziram 85,5% em abril contra março. Para se ter uma ideia, todos os 352,3 mil pneus de automóveis vendidos pela indústria em abril foram para o mercado de reposição: as montadoras não compraram nenhuma unidade em abril, segundo a Anip.

Já nos pneus de carga, a queda foi de 55,1% na passagem de março para abril, passando de 616,4 mil para pouco mais de 276,3 mil unidades.

No mercado de motos, a Anip, que só registra os números para o mercado de reposição, anotou queda mensal de 45%.



Tags: Indústria de pneus, pneumáticos, Anip, indústria, fabricantes de pneus, pandemia, crise, montadoras, mercado de reposição, pneu carro, pneu moto.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência