Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Scania produz 2 mil caminhões encomendados antes da quarentena
Munhoz, diretor comercial da Scania, diz que há segmentos operando bem, sobretudo os que se referem a exportações

Indústria | 11/05/2020 | 10h30

Scania produz 2 mil caminhões encomendados antes da quarentena

Maioria dos veículos será utilizada no agronegócio, mineração e por frigoríficos

MÁRIO CURCIO, AB



A necessidade de entregar 2 mil caminhões encomendados antes da quarentena levou a Scania a retomar a produção no fim de abril. A decisão exigiu uma série de medidas adicionais de prevenção à Covid-19 na fábrica de São Bernardo do Campo, até mesmo criar um segundo turno para diminuir a concentração de pessoas na linha de montagem.

“Ao contrário de outras montadoras, a Scania não trabalha com estoques e todos esses 2 mil caminhões já estavam de fato vendidos. Cerca de 40% serão utilizados no transporte de grãos, mas há também para mineração, transporte de combustíveis e os frigorificados, já que aumentou muito o transporte de carne e aves por causa da China na fase pré-pandemia”, afirma o diretor comercial da Scania, Sílvio Munhoz.

“Este ano teremos uma redução significativa do volume em relação ao ano passado, mas não vamos zerar. Existem segmentos que estão operando bastante bem. Tudo o que se refere a exportação está em nível correspondente a 70% ou 80% do que era antes da pandemia”, recorda Munhoz.



Ele cita que como exemplos a soja, cujos preços em real melhoraram, a mineração de ferro, ouro e o transporte de madeira para produção de papel e celulose, “que têm preços internacionais”. A retomada da produção foi providencial para os fornecedores de componentes. “Não posso dizer que retornamos por causa deles, mas muitos nos pediram ajuda financeira, sobretudo os pequenos e médios. Nós nos preocupamos com a manutenção dessa cadeia, da nossa rede de distribuição e das 4 mil famílias que dependem de nós”, diz, referindo-se aos trabalhadores da montadora.

De janeiro a abril a Scania teve 2,2 mil caminhões emplacados e acumula queda de 32,1%, enquanto a retração desse mercado foi de 19,6%. “Isso se explica por não trabalharmos com estoque. Teremos uma queda importante no primeiro semestre, mas acreditamos em um segundo semestre razoável. O problema é que além da pandemia tem outro também, o Planalto Central”, recorda Munhoz, referindo-se à crise política que piorou os indicadores econômicos.

AUMENTO MÉDIO DE 10% A PARTIR DE AGOSTO


O diretor comercial da Scania recorda que a desvalorização do real criou grande pressão nos preços dos caminhões, forçando o reajuste.

“Se não estamos empatando, estamos perdendo dinheiro. Temos de subir os preços para fazer frente aos nossos custos. Os componentes estão entrando com preços muito mais altos. Todos importamos componentes e sofremos pressão com custos.”



Segundo Munhoz, os reajustes serão aplicados a partir de 1º de agosto e a Scania se compromete a manter esses novos valores até 31 de dezembro. Ele cita como exemplo um caminhão R 450 6x2, cujo preço passará dos atuais R$ 513 mil para 560 mil (alta de 9,2%).


Cavalo Scania R 450 passará de R$ 513 mil para R$ 560 mil. Reajustes a partir de 1º de agosto vão vigorar até 31 de dezembro, garante a montadora

LIÇÕES DA PANDEMIA


Questionado sobre a possibilidade de tirar alguma lição da pandemia e da quarentena, ele respondeu rápido: “Isso aqui, a digitalização”, referindo-se ao programa utilizado para a entrevista em vídeo a partir de laptops. O mesmo recurso vem sendo utilizado em reuniões e na comunicação com concessionários e clientes.

“Toda a equipe comercial está em casa, mas em contato permanente com revendedores e o consumidor. Nossos clientes também estão em casa, mas não podiam aceitar visitas. Com esse recurso vimos que podemos estar mais próximos deles.

De acordo com Munhoz, a Scania também está vendendo mais planos de manutenção que antes da pandemia pela vantagem que apresentam: “O cliente tem a certeza de que poderá contar com a rede e com condições sanitárias adequadas, o que nem sempre ocorre em algumas oficinas. Também ampliamos a quantidade de planos, desde os mais básicos, apenas com manutenção preventiva. Há até a opção em que ele só paga o que roda”, recorda.

Outra ação da montadora para enfrentar a pandemia é a carência de seis meses em financiamentos pelo Scania Banco.



Tags: Scania, caminhões, Sílvio Munhoz, pandemia, Covid-19, reajuste, fornecedores, digitalização.

Comentários

  • Ricardonascimento

    Quelegal, ótima notícia da SCANIA! Devido a pandemia ela montou dois turnos na linha de montagem existem chance de contratação para linda de montagem? Aproveito deixo o meu interesse como tenho o perfil gostaria de uma oportunidade. At, Ricardo

  • ThiagoDe Gennaro

    Parabénsa Scania e a todos envolvidos nessa operação. Juntos somos mais fortes.!

  • Gilberto

    Soufanático pelos caminhão Scania,e muito lindo os caminhão e além d ser uma exelente maquina na estada tanto,em conforto como também em economia.quero muito ganha os brindes boné chaveiro etc me de essa oportunidade por favor

  • Gilson

    Sóesqueceram de avisar a Scania, que o frete no Brasil tá um lixo, e a tendência é abaixar. Se subirem mais o preço do caminhão, o estoque vai ficar cada vez mais alto.

  • Franciscode Assis Soares

    Boanotícia da Scania isso significa que as coisas vai melhorar logo com fé em Deus.... tenho muita vontade de fazer parte do quadro de funcionários em breve.

  • Leandro

    ASCANIA sempre está a frente uma empresa q se preocupa com tudo é com todos,já trabalhei na SCANIA espero ter uma nova oportunidade uma empresa excepcional.

  • Richard

    Boatarde Atuo no ramo de cereais e transporte,tenho poucos caminhões,sendo todos Scania Me entristece ver uma empresa desse porte achar a gente é tonto, sabendo do valor dos fretes sabendo da crise sair com uma conversa fiada dessa Por favor respeite seus clientes. Ninguém chega onde estamos se fosse trouxa O valor deve abaixar é muito, e vocês sabem disso Isso não passa de manobra para tentar manter pelo menos o mesmo preço Obrigado

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência