Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Com tombo das vendas, 30% dos concessionários podem fechar, diz Fenabrave
Assumpção Jr.: primeiro passo para recuperar os negócios é a imediata reabertura de 7,3 mil concessionárias

Distribuição | 04/05/2020 | 21h45

Com tombo das vendas, 30% dos concessionários podem fechar, diz Fenabrave

Entidade pede imediata reabertura de lojas e linhas de financiamento para socorrer os distribuidores

PEDRO KUTNEY, AB



O fechamento das lojas provocada pelas medidas de prevenção à pandemia de coronavírus poderá quebrar cerca de 30% das empresas do setor de distribuição de veículos novos no País, que no total hoje operam 7,3 mil concessionárias e empregam 315 mil pessoas. O alerta é da Fenabrave, entidade que reúne os concessionários, após o primeiro mês completo de quarentena, que levou as vendas a um tombo histórico, com apenas 55,7 mi emplacamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus registrados em abril, em queda de 66% sobre março e de 76% ante o mesmo mês de 2019.



Assim como a associação dos fabricantes de veículos, a Anfavea, a Fenabrave também não refez suas projeções de resultados para 2020, pois entende que “falta previsibilidade do retorno da economia à normalidade”. O presidente da entidade, Alarico Assumpção Jr., avalia que os concessionários encontram muita dificuldade para retomar os negócios, mesmo que de forma gradual, a começar pela proibição de abertura das lojas na maioria dos estados e municípios. Para evitar a falência de boa parte dos associados diante da falta de faturamento, o dirigente defende que o primeiro passo para começar a recuperar os negócios é a imediata reabertura de todas as 7,3 mil concessionárias no País, além da concessão de linhas de crédito emergenciais.

“Estamos prontos para voltar, com total responsabilidade e seguindo rigorosamente todos os protocolos de saúde e cuidados sanitários. As concessionárias não são locais de aglomerações. Além disso, garantem a mobilidade e manutenção de veículos que são primordiais”, argumenta Alarico Assumpção Júnior.



“Em estados onde a quarentena foi flexibilizada, como em Goiás, por exemplo, a queda [das vendas] foi menor, tanto na comparação com abril de 2019 (-47,8%), como no acumulado do ano (-6,7%)”, destacou o presidente da Fenabrave.

AÇÕES PELA REABERTURA DAS CONCESSIONÁRIAS



A Fenabrave conseguiu incluir no Decreto 10.329 editado pelo governo federal as concessionárias de veículos na lista de atividades essenciais, que assim como supermercados e operações de transporte poderiam continuar a operar durante a quarentena. Contudo, a inclusão foi mera proforma, pois o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que cabe aos governos estaduais e municipais legislar e estabelecer políticas de saúde e quarentena. Por isso, na prática, as lojas de veículos seguem fechadas na maioria dos estados e municípios.

A entidade e suas regionais já encaminharam ofícios as todos os estados e municípios solicitando a reabertura gradativa das concessionárias e dos Detrans. “Continuaremos trabalhando para a retomada total das nossas atividades, em todos os estados e municípios do País, sempre observando as cautelas sanitárias necessárias, de forma a possibilitar a sobrevivência do nosso setor”, afirma Assumpção Jr. Segundo a Fenabrave, até o momento Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina já permitem que as lojas de veículos operem de portas abertas.

A Fenabrave também vem solicitando aos governos estaduais o imediato retorno ao trabalho dos Detrans, que fazem o licenciamento dos veículos. “Sem emplacamentos fica complicado concretizar vendas, ainda que remotamente. Por isso pedimos que os Detrans e Cartórios voltem a operar”, afirma o presidente da entidade. Com a paralisação da maioria dos departamentos de trânsito, especialistas calculam que as vendas reais podem ser de 30% a 40% acima do volume de lacrações de placas efetivamente executadas em abril.

LINHAS DE CRÉDITO E MAIS PRAZO PARA FATURAMENTO



A Fenabrave também destacou a situação financeira precária dos concessionários no período da crise. “Sem vendas e sem liquidez, os 315 mil empregos gerados pelos concessionários estarão em risco, pois mais de 30% das empresas do setor talvez não tenham fôlego para chegar ao fim deste mês”, alerta Assumpção Jr.

A entidade informa que mantém reuniões semanais com a equipe da Sepec (Secretaria Especial da Produtividade, Emprego e Competitividade), do Ministério da Economia, para que linhas de crédito possam ser abertas rapidamente aos concessionários “com juros razoáveis, para que tenham condições de manter seus negócios até a recuperação do mercado, o que na avaliação da Fenabrave levará algum tempo, mesmo após o controle da pandemia”, diz o comunicado.

Também foi solicitado ao governo a prorrogação do pagamento de impostos, enquanto as associações de marcas que integram a Fenabrave foram orientadas a negociar com os fabricantes maiores prazos de faturamento de veículos e peças, assim como a antecipação de recebíveis. “Todos devem estar unidos para passarmos por esse difícil momento e isso só acontecerá se as redes tiverem capital de giro para operar”, afirma Assumpção Jr.



- Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Mercado, Fenabrave, concessionários, concessionária, distribuidores, revendas, loja, venda de veículos novos, varejo, Covid-19, coronavírus, pandemia, quarentena.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência