Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de pneus para montadoras recua quase 30% em março

Balanço | 24/04/2020 | 14h10

Venda de pneus para montadoras recua quase 30% em março

Acumulado do ano teve 13,3 milhões de unidades entregues ao mercado e queda próxima a 7%

REDAÇÃO AB

A venda total de pneus em março somou 4,47 milhões de unidades, anotando queda de 11,7% na comparação com o mesmo mês do ano passado. A retração mensal foi puxada pelas montadoras, que compraram 29,6% a menos por causa da paralisação das fábricas em razão da pandemia de Covid-19. A queda no segmento de reposição foi bem menor, 4,8%.

Os 13,3 milhões de pneus vendidos no acumulado do ano aprofundam a queda no setor, que já é de 6,8% ante o primeiro trimestre de 2019. Os números foram divulgados pela Anip, entidade que reúne fabricantes do setor.

“Com o início das medidas de contenção ao contágio durante março o setor sofreu impacto significativo nas vendas às montadoras. O desempenho dos próximos meses dependerá do retorno das atividades das fabricantes e do mercado de forma geral”, afirma o presidente executivo da Anip, Klaus Curt.



A QUEDA POR SEGMENTO


A venda total de pneus de passeio no primeiro trimestre de 2020 somou 2,4 milhões de unidades, recuando 12,6% na comparação interanual. Os pneus de carga (para caminhões e ônibus) totalizaram 616,4 mil unidades, volume 7,1% menor que em iguais meses de 2019.

A queda mais acentuada no trimestre, de 15%, ocorreu para o segmento de menor volume, os comerciais leves (542,2 mil pneus no período). Para as motos a Anip continua divulgando apenas as vendas para o mercado de reposição: 804,5 mil pneus e queda de 11,3%. É provável que as vendas para as montadoras tenham crescido em ritmo semelhante ao da indústria no período (7%).

BALANÇA COMERCIAL REVELA SUPERÁVIT


A balança comercial do setor de pneus registrou um superávit de US$ 45,1 milhões no trimestre, apesar da queda de 8,4% nas exportações e de 7,9% nas importações na comparação com igual período de 2019. Em unidades, no entanto, o País fechou o acumulado com -2,7 milhões de pneus a menos. O superávit só se mantém porque o Brasil exporta pneus com maior valor agregado.



- Faça aqui o download dos dados da Anip
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Pneus, Anip, Klaus Curt, pandemia, Covid-19, pneus de passeio, pneus de carga, caminhões, ônibus, comerciais leves, motos, balança comercial, superávit, exportações, importações.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência