Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Fiat Strada chega ao mercado em julho com nova identidade da marca
Grade dianteira da nova Strada estreia nova identidade visual da Fiat

Lançamentos | 17/04/2020 | 20h40

Fiat Strada chega ao mercado em julho com nova identidade da marca

Nova geração da picape virá acompanhada de reposicionamento da estratégia comercial e visual da fabricante

PEDRO KUTNEY, AB

Quando foi obrigada a adiar a chegada ao mercado da nova Strada por causa da pandemia de coronavírus, a Fiat precisou colocar adiante não só o lançamento de um carro, mas de toda uma estratégia comercial para relançar a marca e sua identidade visual na América Latina. A nova geração da picape mais vendida do Brasil – e oitavo veículo mais emplacado do País no primeiro trimestre – deve chegar às concessionárias em julho, ainda que essa data possa ser alterada novamente, a depender da extensão das medidas de isolamento social.



Foi remarcada de abril para junho a apresentação oficial e início da pré-venda, ao mesmo tempo em que estreia em sua grade dianteira a logomarca afixada em letras grandes – chamada de “Fiat Script” – que irá gradualmente substituir o pequeno escudo redondo em todos os modelos e em toda comunicação visual da fabricante, incluindo suas concessionárias.

Herlander Zola, diretor da marca Fiat e de operações comerciais, explica que a nova Strada foi escolhida para iniciar a transição de identidade visual e estratégia comercial porque a picape representa uma das mais bem-sucedidas iniciativas da fabricante no País, liderando o seu segmento praticamente desde o lançamento da primeira geração, ainda como uma derivação do Palio, em 1998.

Em 2019, mesmo com todos os consumidores já sabendo da chegada da nova geração, a Strada obteve a maior participação de mercado de sua história, com 76,2 mil emplacamentos, representando 58% das vendas de picapes no mercado brasileiro. Também foi o sétimo veículo mais vendido do mercado brasileiro no ano passado e o segundo Fiat mais emplacado, atrás somente do Argo.

“O desempenho da Fiat está atrelado à Strada. Por isso escolhemos o lançamento da nova geração para fazer um movimento maior para a marca, resgatar seus valores e o charme da herança italiana. A nova Strada vai marcar a estreia de nova identidade visual que será depois se estenderá a outros modelos, à rede de concessionários e à toda comunicação da empresa”, revela Herlander Zola.




A Fiat fez uma boa renovação no design da nova Strada, que só chega às lojas no segundo semestre

O executivo explica que não foi possível lançar antes a nova picape porque poucas unidades foram produzidas até março, apenas o suficiente para apresentação à imprensa e produção de material de lançamento. Logo depois a produção da fábrica de Betim (MG) precisou ser interrompida para obedecer às orientações de distanciamento social diante da pandemia de coronavírus. Como a retomada gradual da operação está prevista para acontecer ao longo de maio, o lançamento foi reprogramado, por enquanto, para junho e segundo Zola levará de 20 a 30 dias para abastecer toda a rede de concessionárias com o modelo. “Como não tínhamos estoque, os concessionários concordaram conosco que a única saída era adiar a chegada da nova Strada. Já adiamos o plano três vezes, é difícil precisar qualquer data no cenário atual, mas por enquanto reprogramados tudo para junho”, conta.

NOVA STRADA DEVE AUMENTAR VENDAS NO VAREJO



Zola aponta que a Strada continuou a ganhar mercado um segmento que parou de crescer. “Na última década a participação das picapes estacionou em cerca de 12% do total de veículos vendidos no País. Mas a Strada seguiu aumentando suas vendas. Isso ocorre porque, além de ser a opção mais barata de um veículo comercial, ela também está sempre um passo à frente da concorrência, foi a primeira a oferecer cabine estendida, também a primeira picape pequena com cabine dupla e porta traseira de acesso”, justifica.

Para o diretor da marca, esse “passo à frente” continua com a nova geração da Strada, que será a primeira da sua categoria com cabine dupla, quatro portas e espaço para levar cinco passageiros. Também terá conteúdo mais robusto, com oferta de controle eletrônico de estabilidade (ESC) e tração de série em todas as versões – o dispositivo é obrigatório por lei em novos modelos lançados a partir deste ano.

Quase todo o volume da Strada atual é negociado em vendas diretas a frotistas, locadoras e pequenos comerciantes. Apenas 7% dos emplacamentos vêm de negócios fechados nas concessionárias, que hoje vendem só as versões mais caras Adventure da picape. Na avaliação de Zola, isso deve mudar com a chegada da nova geração ao mercado com suas versões Freedom e Volcano, que deverão elevar para no mínimo 20% o volume de vendas de varejo, na rede de concessionárias.

A versão antiga da Strada, denominada Working, continuará a ser vendida como opção de entrada para quem precisa de um veículos unicamente como ferramenta de trabalho, mas Zola estima que com o decorrer do tempo as vendas do velho modelo representarão menos de 10% do total da gama. “O mercado vai dizer por quanto tempo continuaremos a oferecer a Strada Working. Acreditamos que deverá durar por mais dois anos, mas pode ser antes, isso depende do consumidor”, explica o diretor.

A nova geração da Strada será lançada sem opção de câmbio automático. “Não nesse primeiro momento, porque a Strada é identificada como um veículos de trabalho, a versão Working representa 60% das vendas e levará algum tempo para isso mudar. Por isso optamos por não ter versões automáticas agora, mas conforme as versões mais caras da nova geração forem crescendo, a intenção é sim oferecer a opção”, afirma Zola.


Novo design e equipamentos de segurança pode abrir mercados para nova Strada fora da América Latina

Em certos mercados, como México e alguns outros países, a nova Strada continuará a ser vendida como RAM, a marca de picapes do Grupo FCA. A modernização do modelo com novo design e equipamentos de segurança, segundo revela Zola, abre espaço para exportar a Strada para fora da América Latina. “Primeiro ela será direcionada para a região, mas em um segundo momento poderemos sim explorar novos mercados”, diz.



Tags: Fiat Strada, lançamento, nova geração, estratégia, picape, Herlander Zola, Covid-19, coronavírus.

Comentários

  • JoelmaRamalho

    Parabéns pelo novo comercial dessa LINDÍSSIMA STRADA VERMELHA! IDEIA extraordinária, de unir o nosso maior cantor da história, do mundo, Elvis Presley! Estava conversando com minha filha, parei na hora. A cena roubou minha atenção . E toda.minha atenção foi voltada a maravilhosa propaganda que me deixou perplexa! Foi como se ele estivesse aqui é dirigindo com toda emoção , que só ele podia ter e fazer! Parabéns pelo couver , conseguiu passar emoção e caracterizou otimamente o seu papel! Revivi os velhos filmes do nosso ídolo. Mais uma vez... Parabéns!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência