Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Nissan licencia tecnologia para baterias de íons de lítio mais baratas
Numa bateria totalmente de polímero (à direita), as partes frontal e traseira têm polaridade negativa ou positiva

Elétricos | 17/04/2020 | 17h25

Nissan licencia tecnologia para baterias de íons de lítio mais baratas

Produção será entregue à ABP Corporation, que pretender erguer fábrica no Japão

REDAÇÃO AB

A Nissan licenciou uma tecnologia avançada para a fabricante APB, que permitirá a produção em larga escala de baterias de íon de lítio mais baratas, mais seguras e com maior capacidade de armazenamento de energia. A ABP é uma organização japonesa que pesquisa, desenvolve, fabrica e vende baterias de íons de lítio da próxima geração.

Apoiada por grandes empresas, a APB de Tóquio pretende construir uma fábrica no Japão que usará a tecnologia da Nissan para fazer baterias totalmente de polímero.

A montadora estima que esses novos acumuladores de energia são a próxima geração das baterias de íons de lítio. O know-how da Nissan, conhecido como “tecnologia de bateria de polímero com estrutura bipolar”, ajudará a ter acesso a energia de baixo custo ou renovável por um investimento inicial mais baixo.

A montadora japonesa começou a pesquisar e desenvolver baterias de íons de lítio no início dos anos 1990. Em 1997, lançou o modelo Prairie Joy EV e se tornou pioneira na instalação de baterias de íons de lítio em carros elétricos comerciais. Desde então vem pesquisando e buscando inovações nesse sentido.

COMO SÃO AS BATERIAS DE POLÍMERO


Em uma bateria totalmente de polímero com estrutura bipolar, o eletrólito líquido e os eletrodos de metal usados nas baterias convencionais são substituídos por polímeros. As partes frontal e traseira da célula da bateria são feitas de um coletor de corrente de polímero. As partes frontal e traseira têm polaridade negativa ou positiva e fazem parte do estojo da bateria. Empilhando várias dessas, cria-se uma bateria com estrutura bipolar.

A tecnologia amplia a capacidade de carga em relação ao volume da bateria, além de aumentar a segurança, substituindo eletrólitos líquidos por polímeros. A estrutura simplificada também reduz os custos.



Tags: Nissan, baterias, íons de lítio, ABP, polímero, eletrólito líquido, eletrodos de metal.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência