Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Gerdau doa aço para construir centro de tratamento da Covid-19
Projeto do novo centro do Hospital M’Boi Mirim: 100 leitos para tratar pacientes da Covid-19 em São Paulo

COVID-19 | 01/04/2020 | 18h15

Gerdau doa aço para construir centro de tratamento da Covid-19

Anexo do Hospital M’Boi Mirim em São Paulo terá 100 leitos até o fim de abril

REDAÇÃO AB

Principal fornecedora de aços planos e especiais para a indústria automotiva nacional e outros setores, a Gerdau vai colaborar nas ações de enfrentamento à pandemia de coronavírus no País com a doação do insumo para a construção de um centro de tratamento a pacientes da Covid-19. A empresa uniu esforços com a Prefeitura de São Paulo, Ambev e o Hospital Israelita Albert Einstein para construir de forma rápida um anexo do Hospital Municipal M’Boi Mirim, na zona sul da cidade, que até o fim de abril terá 100 leitos – os primeiros 40 serão entregues em apenas 20 dias – para tratar doentes exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).



“Decidimos participar dessa brilhante iniciativa, pois o momento pede colaboração. Estamos disponibilizando o nosso aço, que será a matéria-prima da estrutura do hospital. As estruturas em aço se destacam pela leveza, resistência e praticidade, o que ajudará a dar velocidade a essa importante obra que ajudará a salvar muitas vidas”, disse Gustavo Werneck, CEO da Gerdau.

As empresas vão colaborar para construir o novo centro de tratamento de acordo com a especialidade de cada uma. A Ambev irá assumir os custos da construção e fará a gestão do projeto, usando sua experiência no desenvolvimento de processos ágeis. A Gerdau oferecerá o aço, que será a principal matéria-prima usada no método construtivo do anexo, e também empregará seu conhecimento na montagem de estruturas metálicas.

O Hospital Israelita Albert Einstein, que já é responsável pela gestão do Hospital M’Boi Mirim, também irá administrar a nova unidade de atendimento. Cerca de 200 profissionais entre médicos e equipe multidisciplinar da equipe do Einstein serão deslocados para local, que terá atendimento 24h.

Após a fase mais aguda da epidemia de coronavírus na cidade, o anexo e toda sua estrutura será entregue à Prefeitura de São Paulo e passará a integrar a rede pública de saúde do município. O projeto já contempla a possibilidade de dobrar para 200 o número de leitos da nova unidade de tratamento.

Os leitos do novo centro serão estruturados usando técnicas de construção modular criadas pela Brasil ao Cubo, uma Construtech Brasileira. Os módulos individuais são produzidos em uma fábrica e, depois, montados no local como “peças de jogo”. O processo permite entregar obras em caráter definitivo com velocidade que já que é quatro vezes mais rápida do que uma construção comum.

“Esse momento pede colaboração e união de esforços. Cada um deve fazer o que está ao seu alcance para, juntos, superarmos essa situação o quanto antes. Decidimos usar nosso conhecimento e expertise em gestão de projetos, que sabemos fazer bem, e nos unirmos à Gerdau e ao Einstein para entregarmos esse hospital com a agilidade e qualidade necessárias para o momento. Aproveito para convidar, neste momento, outras empresas que queiram aderir a este movimento do bem para aumentar a capacidade de leitos do País”, comentou Jean Jereissati, CEO da Ambev.



Tags: Gerdau, aço, insumos, coronavírus, Covid-19, Hospital M’Boi Mirim, Prefeitura de São Paulo, Ambev, Hospital Israelita Albert Einstein.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência