Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Scania e VW Caminhões e Ônibus colocam mais 8 mil em férias coletivas
Volkswagen Caminhões e Ônibus produz veículos comerciais em Resende, no sul fluminense

COVID-19 | 20/03/2020 | 20h05

Scania e VW Caminhões e Ônibus colocam mais 8 mil em férias coletivas

Empresas param a produção em 30 de março, assim como as concorrentes Mercedes-Benz e Volvo

MÁRIO CURCIO, AB

As fabricantes Scania e Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) vão interromper suas linhas de produção a partir do dia 30 de março como medida para conter a propagação da Covid-19, causada pelo coronavírus. Com isso, cerca de 8 mil trabalhadores entrarão em férias coletivas, 3,5 mil da fabricante sueca e 4,5 mil da alemã.

As empresas seguem o caminho já tomado pela Mercedes-Benz, com cerca de 10 mil funcionários, e pela Volvo, com outros 3,7 mil trabalhadores. Juntas, as quatro empresas respondem por mais de 95% da produção de caminhões no País. Na Scania, as linhas de montagem ficam paradas em São Bernardo do Campo (SP) até 13 de abril.

“Nos últimos dias, medidas para conter a disseminação do Covid-19 impactaram parte da cadeia de fornecimento, o que nos leva a interromper a produção temporariamente”, afirma o presidente e CEO da Scania Latin America, Christopher Podgorski.



Na VWCO, a produção em Resende (RJ) tem retorno programado para 20 de abril, mas desde 19 de março a companhia cortou horas extras e cancelou expedientes aos sábados. O setor administrativo da empresa vai adotar o home office como forma de reduzir a circulação de pessoas pela fábrica.



Tags: Scania, Volkswagen Caminhões e Ônibus, VWCO, Mercedes-Benz, Volvo, Covid-19, coronavírus, Christopher Podgorski.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência