Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
InstaCarro quer dobrar volume para 20 mil usados negociados este ano
Luca Cafici, CEO da InstaCarro: plataforma de intermediação entre vendedor e lojas de usados

Distribuição | 11/03/2020 | 18h40

InstaCarro quer dobrar volume para 20 mil usados negociados este ano

Plataforma de avaliação e venda de veículos intermediou 10 mil transferências em 2019

PEDRO KUTNEY, AB

Com a interessante fórmula “C2B” de oferecer ao vendedor de um carro a possibilidade de negociar rapidamente seu bem usado com uma rede de quase 3 mil revendas via leilão on-line, a InstaCarro vem aumentando em progressão geométrica os volumes de negócios. No ano passado a plataforma intermediou a venda de 10 mil veículos e em 2020 a expectativa é dobrar o número para 20 mil, segundo projeta Luca Cafici, CEO da startup fundada por ele em 2015, que desde então já recebeu R$ 100 milhões de fundos de investimentos.

A acelerada expansão dos negócios virá da ampliação orgânica do raio de ação da InstaCarro, que hoje concentrada seu atendimento a vendedores de carros localizados no Estado de São Paulo. Este ano a cobertura da plataforma irá atingir mais estados, possivelmente Rio de Janeiro e Minas Gerais, onde deverão ser treinados novos avaliadores e instalados novos pontos de avaliação. Cafici informa que o processo “ainda está em estudo” mas vai acontecer este ano, para apoiar o rápido crescimento da plataforma.

Outra ação para ampliar a rede de captação de carros é a instalação de contêineres da InstaCarro em estacionamentos de supermercados e shopping center. Já estão em atividade sete lojas-container localizadas em pontos de grande fluxo de veículos em São Paulo, São Caetano, São Bernardo e Osasco. Cada ponto tem um consultor e dois profissionais para vistoria do veículo que poderá ser colocado à venda on-line. O plano, conta Cafici, é colocar em operação cerca de 20 contêineres até o fim do ano.

VENDA RÁPIDA



“Nossa proposta C2B facilita a vida de quem quer ou precisa vender um carro usado rápido, sem complicações e pela melhor oferta, ao mesmo tempo em que criamos estoque diversificado e confiável de veículos para as revendas”, explica Luca Cafici.



O InstaCarro não vende carros ao consumidor final, só faz avaliações e coloca o bem à venda em um leilão on-line dirigido exclusivamente a revendas de automóveis. Embora a cotação de um bem usado por um revendedor nunca seja a mais alta, pois o intermediário também precisa ficar com sua parte, a plataforma criada por Cafici ganha o freguês pela comodidade e rapidez. “Ficamos em um meio termo, um pouco abaixo do preço negociado entre particulares, mas acima do praticado em uma concessionária”, aponta.

Funciona assim: o vendedor do usado entra em contato com a InstaCarro, que fará uma avaliação física de 150 a 180 itens (o proprietário pode levar o veículo até um ponto ou receber o avaliador treinado em casa, sem nenhum custo em ambos os casos); depois o bem é colocado em um leilão on-line e as propostas das revendas começam a chegar imediatamente; se aceitar alguma o carro é vendido e o dinheiro recebido em questão de poucas horas, sem nenhum contato físico com o comprador.

“O vendedor não precisa fazer nada além de avaliar o carro e aceitar alguma proposta. Todo o resto nós fazemos: depositamos o valor combinado, retiramos o carro, providenciamos a transferência e o envio à revenda compradora”, diz Cafici. Ele destaca que esse processo custa perto de R$ 350, mas nada é cobrado de quem vende, todo o acerto de contas, inclusive a comissão pela intermediação do negócio, é feito entre a InstaCarro e os lojistas.

Segundo números da InstaCarro, 50% dos usuários da plataforma querem vender seu carro rápido para comprar outro, enquanto 33% precisam vender o bem por necessidade de fazer dinheiro rapidamente, os 20% restantes têm motivos diversos, o que inclui não querer mais ter um automóvel próprio.

FINANCIAMENTO



Uma das ações previstas para apoiar o crescimento da plataforma será a oferta de crédito aos clientes revendedores da InstaCarros. “Hoje o prazo de pagamento é de apenas três dias, é o tempo que leva para comprarmos o veículo do vendedor, retirar, entregar e receber da revenda. Se pudermos oferecer financiamento ao lojista ele poderia fazer mais negócios, que às vezes ficam limitados pela indisponibilidade de caixa”, explica Cafici.

O empreendedor argentino conta que algumas revendas já têm compradores dedicados a acompanhar os leilões on-line promovidos diariamente entre 9h e 18h pela InstaCarro, para não perder as melhores ofertas que surgem.



Tags: InstaCarro, veículos usados, plataforma, negociação, intermediação, startup.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência