Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Picapes responderam por 12% dos recalls realizados em 2019
Ford Ranger passou pelo maior número de convocações, 17. Vice-líder foi a Ram 2500, com 13 recalls em 2019

Segurança | 21/02/2020 | 15h41

Picapes responderam por 12% dos recalls realizados em 2019

85 campanhas atingiram 11 modelos; somente a Ford Ranger foi chamada 17 vezes

REDAÇÃO AB

Dos 720 recalls realizados em 2019, 12% estavam direcionados a picapes. As convocações envolveram utilitários fabricados por Chevrolet, Dodge/RAM, Fiat, Ford, Mitsubishi, Nissan, Toyota e Volkswagen. Somente a Ford Ranger passou por 17 campanhas.

O estudo foi divulgado pelo Papa Recall, aplicativo especializado em convocações desse tipo. O problema mais recorrente envolveu os airbags, responsáveis por 22 dos 85 recalls desses utilitários. Num levantamento geral (para todos os veículos), as bolsas infláveis também lideram o ranking de convocações.

Os chamamentos envolveram as montadoras Ford, Chevrolet, Toyota, VW, Nissan, Fiat, Mitsubishi e Ram. O problema mais recorrente envolveu os airbags, responsáveis por 22 do total de 85 recalls, ou 25,8% desse total.

Veja abaixo os recalls por marca e modelo de picape:


Chevrolet – S10 (3 recalls) e Montana (5)
Dodge/Ram – Ram 2500 (13 recalls)
Fiat – Toro (7 recalls) e Strada (10)
Ford – Ranger (17 recalls)
Mitsubishi – L200 (7 recalls)
Nissan – Frontier (8 recalls)
Toyota – Hilux (9 recalls)
Volkswagen – Amarok (3 recalls) e Saveiro (3).



Tags: Picapes, recall, airbags, Papa Recall, Chevrolet, Dodge/RAM, Fiat, Ford, Mitsubishi, Nissan, Toyota, Volkswagen, S10, Montana, Ram 2500, Toro, Strada, Ranger, L200, Frontier, Hilux, Amarok, Saveiro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência