Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Metalúrgicos da Ford aprovam PDV em fábrica de Taubaté
Funcionários da Ford aprovam novo acordo na unidade de em Taubaté

Trabalho | 20/02/2020 | 18h14

Metalúrgicos da Ford aprovam PDV em fábrica de Taubaté

Com novo acordo, montadora diminui o excedente de pessoal de 350 para 277; unidade emprega 920 pessoas

REDAÇÃO AB

Os trabalhadores e trabalhadoras da fábrica da Ford em Taubaté (SP) aprovaram na quarta-feira, 19, um novo acordo que inclui a abertura de um PDV, programa de demissão voluntária na unidade. As negociações começaram em novembro do ano passado entre a montadora e o CSE, comitê sindical da empresa. O acordo, que tem validade de dois anos, também engloba outros pontos como estabilidade, data-base e participação nos lucros e resultados (veja lista abaixo).


Segundo informações do sindicato dos metalúrgicos da região, após as negociações, o comitê conseguiu que a Ford mudasse sua proposta para diminuir o número de pessoal excedente, que passou de 350 para 277 funcionários, dos quais 254 horistas e 23 mensalistas. As inscrições para aderir ao PDV ficarão abertas até 3 de março. Atualmente, a unidade de Taubaté emprega 920 funcionários.

“Para nós ainda é um número extremamente alto, porque estamos falando de pais e mães de família. Buscamos construir algo para minimizar esse momento difícil que os trabalhadores estão passando. Algo que não fosse uma demissão simples, apenas com as verbas rescisórias”, afirma o coordenador do CSE na Ford, Sinvaldo Cruz.

RESOLUÇÕES ENTRE TRABALHADORES E FORD


A decisão de reduzir o número de funcionários em Taubaté faz parte da reestruturação global da Ford, que alega queda nos volumes de produção e baixo desempenho da economia. Tal processo também levou ao fechamento da fábrica de caminhões em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, em outubro do ano passado.

Na unidade de Taubaté, que tem mais de 50 anos e onde são fabricados motores e transmissões, este será o segundo PDV aberto em menos de um ano: em maio de 2019, a montadora concluiu a demissão de 160 pessoas.

Neste novo acordo, sindicato e empresa concordaram em:

- abertura de PDV para horistas: pagamento de 0,75 do salário por ano trabalhado, um carro no valor de R$ 47.490 e mais R$ 9 mil de plano de saúde;

- abertura de PDV para mensalistas: pagamento de 0,415 do salário por ano trabalhado e mais dois salários com teto de até cinco salários e mais R$ 9 mil de plano de saúde

- jornada de 40 horas semanais e estabilidade de emprego até 31 de dezembro de 2021 que passa a valer após o fim do PDV;

- reposição salarial de 100% do INPC em 2020 e em 2021 até o teto de R$ 11.560 por mês;

- PLR 2020: valor da PLR 2019 mais bônus de R$ 1.400,00;

- PLR 2021: valor da PLR 2019 mais o INPC do período 2019/2020 e o INPC do período 2020/2021.



Tags: Ford, trabalhadores, PDV, demissão voluntária, demissão, Taubaté, fábrica, sindicato, metalúrgicos, PLR, emprego.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência