Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
GM confirma o óbvio: seu primeiro SUV nacional é o novo Tracker
Novas imagens do Tracker revelam assinatura luminosa de faróis e lanternas do primeiro SUV da GM feito no Brasil: carro chega até o fim de março nas concessionárias Chevrolet

Lançamentos | 19/02/2020 | 20h45

GM confirma o óbvio: seu primeiro SUV nacional é o novo Tracker

Fabricante revela sombras e luzes do design do carro igual ao projeto chinês

PEDRO KUTNEY, AB

A General Motors revelou mais nuances do seu primeiro SUV feito no Brasil, que começou a ser produzido este ano na fábrica de São Caetano do Sul (SP). Nenhuma surpresa, já que o carro foi docilmente flagrado e fotografado inúmeras vezes nas últimas semanas, além de ser praticamente igual ao Tracker lançado na China no ano passado – trata-se da mesma plataforma GEM (de Global Emerging Markets). A GM também confirmou o óbvio: pela primeira vez chamou o modelo pelo seu nome, novo Tracker, que em suas duas gerações anteriores vinha sendo importado do México, desde 2013.



Em comunicado divulgado com as novas imagens na quarta-feira, 18, conforme também já era amplamente esperado, a GM confirmou que o novo Tracker chega às concessionárias Chevrolet até o fim de março – o lançamento oficial para a imprensa está marcado para os dias 18 e 19. A fabricante informa que o novo SUV compacto é repleto de inovações tecnológicas em segurança, conectividade e eficiência energética.

O lançamento da nova geração do Tracker no Brasil será acompanhado de outra estreia nacional: o motor três-cilindros 1.2 turbo, fabricado em Joinville (SC) ao lado das versões aspirada e turbinada do também tricilíndrico 1.0, que estreou ano passado nos novos Onix e Onix Plus. A nova motorização deverá equipar a versão Premier, topo de linha com câmbio automático de seis marchas, que será a primeira a ser vendida e segundo informações da revista Quatro Rodas vai custar R$ 113,6 mil. O preço é alto, pois o Tracker atual 1.4 turbo, importado, é vendido por R$ 112 mil com pintura sólida e é mais caro que seu principal concorrente, o Volkswagen T-Cross 1.4 TSI, vendido por R$ 110 mil.


O Chevrolet Tracker chinês: mesma plataforma e poucas diferenças em relação ao SUV feito no Brasil

O novo Tracker é o primeiro dos sete lançamentos que GM promete fazer no Brasil ao longo de 2020, que a montadora chama de seu “ano dos SUVs”. O SUV é o terceiro modelo a ser fabricado no País sobre a plataforma GEM – os dois primeiros foram os novos Onix hatch e sua variação sedã Onix Plus.

Também na quarta-feira a GM criou uma página em seu site sobre o novo Tracker , onde revela as mesmas imagens com a assinatura luminosa de faróis e lanternas de LED do modelo. Os interessados podem se cadastrar na página para receber mais informações sobre o SUV nos próximos dias.



Tags: GM, General Motors, Chevrolet Tracker, lançamento, SUV, São Caetano do Sul, plataforma GEM.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência