Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercedes-Benz inicia com o EQC 400 4Matic ofensiva elétrica no País
Mercedes-Benz, EQC 400, lançamento, elétrico, eletrificação

Lançamentos | 11/02/2020 | 18h00

Mercedes-Benz inicia com o EQC 400 4Matic ofensiva elétrica no País

Primeiro modelo 100% elétrico da marca no Brasil chega em junho por R$ 477.900

PEDRO KUTNEY, AB

A Mercedes-Benz vai iniciar em junho sua ofensiva elétrica no Brasil com a chegada do SUV compacto-médio EQC 400 4Matic, que poderá passar a integrar a garagem dos clientes brasileiros por R$ 477.900 – aos interessados a pré-vanda será aberta em 20 de fevereiro. Este será o primeiro carro 100% elétrico da marca no País, que em sua estratégia global de eletrificação até agora só vendia aqui três modelos híbridos leves (mild hybrid), que usam bateria de 48 V para alimentar um pequeno motor impulsor de partidas para economizar combustível.



Produzido em Bremen, na Alemanha, o EQC 400 é a resposta 100% elétrica mais imediata do projeto de eletrificação da Mercedes-Benz, que envolve a introdução de nada menos que 130 modelos eletrificados em sua linha de veículos nos próximos três anos, de quatro submarcas eletrificadas, incluindo os elétricos puros EQ, os híbridos plugáveis EQ Power – que são recarregados pelo motor a combustão ou na tomada com autonomia elétrica de até 70 km (estranhamente, para estes ainda não há planos de trazer ao Brasil) –, além dos mild hybrids EQ Boost já conhecidos dos brasileiros e também os EQ Performance, de alto desempenho.

Até 2021 a fabricante alemã prevê o lançamento de 10 carros elétricos da família EQ, até 2030 o objetivo é que mais de 50% dos automóveis Mercedes-Benz à venda sejam eletrificados (100% movidos a bateria, células de hidrogênio ou híbridos plug-in), chegando em 2039 com emissão zero em todos os seus veículos.

Esse ambicioso planos de eletrificação responde à necessidade de atender às rigorosas metas de redução de emissões de CO2 impostas pela legislação da União Europeia. Para isso boa parte da produção de veículos terá de ser eletrificada e essa maré de eletrificação vai extrapolar as fronteiras do continente europeu, como já acontece com o Brasil que começa a receber bom número de modelos elétricos e híbridos de diversas marcas.

É ELÉTRICO, MAS CONTINUA A SER UM MERCEDES




O design do EQC 400 é moderno para mostrar que é um elétrico, mas mantém traços clássicos para mostrar que continua sendo um Mercedes-Benz

Por aqui, carros como o EQC 400 serão comprados mais pela exoticidade do que por necessidade. É um elétrico, mas é um Mercedes-Benz que carrega todas as qualidades que sustentam a reputação da centenária marca alemã de construir sofisticação sobre quatro rodas. Ser movido por baterias é a única e fundamental diferença do EQC em relação aos outros Mercedes.

O modelo elétrico foi construído sobre a base do SUV GLC com motor a combustão, o que reduziu o tempo de desenvolvimento de tradicionais quatro a cinco anos para apenas dois, segundo explica o especialista em eletrificação e mobilidade da marca no Brasil, Rogério Montagner. “Isso deu ao EQC 400 uma aparência mais próxima ao de outros Mercedes, mas ele é bem mais um carro novo do que uma versão elétrica, sobrou bem pouco do GLC nele, a plataforma foi modificada em 70%”, afirma.

“Não dá para ser 100% disruptivo ainda. Nosso cliente quer modelos elétricos que sejam Mercedes-Benz, ele precisa perceber isso, não pode ser um carro sem conexão com a marca”, resume Rogério Montagner.



Entre as características Mercedes-Benz do EQC 400 estão design marcante, sofisticação tecnológica, conforto interior e desempenho esportivo. O modelo é movido por dois motores elétricos, um no eixo dianteiro e outro no traseiro, que trabalham em conjunto na tração 4x4 ou apenas um deles no modo 4x2, acionados automaticamente pelo sistema 4Matic, conforme a necessidade do terreno. No todo, são robustos 408 cavalos e torque imediato de 760 Nm, que levam o carro de 2,5 toneladas de 0 a 100 km/h em apenas 5,1 segundos, segundo medições do fabricante. A velocidade máxima é limitada eletronicamente a 180 km/h.

As 380 células de baterias de íons de lítio ficam acomodadas sob o assoalho, geram 80 kWh e têm autonomia de 445 a 470 quilômetros antes de precisarem de recarga, que pode ser feita em um recarregador de parede (wallbox) residencial em sete a oito horas.


No interior do EQC 400, o luxo se confunde com a modernidade do amplo painel digital de

A Mercedes caprichou no pacote de serviços para tornar o EQC 400 mais atraente. A garantia do carro é de três anos e também inclui a manutenção pelo mesmo período. O funcionamento do banco de baterias é garantido por mais tempo: oito anos. Quem comprar o EQC também leva para a garagem o wallbox de recarga da Enel X, incluindo instalação, manutenção, aplicativo de controle da carga das baterias e recarregamento e consumo grátis de um ano de energia. Mesmo que desnecessário para quem paga tanto por um carro, está tudo incluído no preço de R$ 477.900.

CONCEITO EQA É APRESENTADO AOS BRASILEIROS



No mesmo evento que realizou em São Paulo na terça-feira, 11, para apresentar seu primeiro carro 100% elétrico no Brasil à imprensa, aos concessionários e fãs da marca, a Mercedes-Benz aproveitou para mostrar também pela primeira vez no País o conceito EQA, um cupê compacto elétrico projetado sobre nova plataforma elétrica da marca.


O conceito EQA: primeiro modelo construído sobre a plataforma 100% elétrica da Mercedes-Benz

O EQA é mais um componente da família de elétricos EQ da Mercedes, que se junta ao EQC e ao EQS. Produzido com fibras moldadas a laser, o Concept EQA tem visual luminoso em forma de espiral, que sublinha todo o veículo. É o que a Mercedes chama de “evolução da linguagem do design do Sensual Purity”. Uma grade de radiador virtual muda a aparência de acordo com o programa de acionamento.

Assim como o EQC, o EQA é equipado com dois motores elétricos, que sustentam tração permanente nas quatro rodas e geram até 268 cv. O veículo tem autonomia de cerca de 400 quilômetros antes de precisar recarregar as baterias.

O EQA será lançado comercialmente na Europa em 2021 e ainda não tem previsão de chegada ao Brasil, mas o simples fato de mostrar o carro aqui já denota a intenção de trazer o modelo ao mercado brasileiro.

FLORESTA MERCEDES-BENZ



Para reforçar uma imagem corporativa ambientalmente responsável, não basta só lançar carros elétricos, na visão da Mercedes-Benz também é necessário germinar árvores com sua própria marca. A empresa aproveitou o lançamento de seu primeiro modelo elétrico no Brasil para anunciar uma parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, para criar uma floresta com seu nome no País.

A Floresta Mercedes-Benz envolve o plantio de mais de 13 mil árvores nativas da Mata Atlântica até o fim de 2020, o que resultará em uma compensação de mais de 2 mil toneladas de emissões de CO₂, segundo a fabricante.



Tags: O EQC 400: SUV compacto-médio elétrico de 408 cv foi projetado sobre base do GLC.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência