Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Importadoras de veículos da Abeifa projetam crescimento das vendas em 2020

Mercado | 08/01/2020 | 16h48

Importadoras de veículos da Abeifa projetam crescimento das vendas em 2020

Depois de fechar 2019 com queda de quase 8%, entidade prevê volume de 42,5 mil e aumento de 22%

SUELI REIS, AB

As importadoras de veículos associadas à Abeifa projetam crescimento das vendas em 2020 após registrar queda de quase 8% do volume de emplacamentos de 2019, que ficou abaixo das 35 mil unidades. Para este ano, a entidade prevê licenciar 42,5 mil veículos importados, representando aumento de 22% no comparativo anual.



- Faça aqui o download dos dados da Abeifa
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



O desempenho do setor no ano passado ficou abaixo do previsto pela Abeifa, que esperava vender 40 mil veículos importados. Segundo seu presidente, José Luiz Gandini, o segmento foi fortemente prejudicado pela oscilação e alta constante do dólar ao longo de 2019.

“No segundo ano sem os 30 pontos porcentuais adicionais do IPI do Programa Inovar-Auto, vislumbrávamos obter uma recuperação mais sólida e consistente, mas desta vez a persistente alta do dólar inibiu os nossos negócios em especial no segundo semestre”, avalia o presidente da Abeifa.



Em sua projeção para este ano - com 42,4 mil veículos - a entidade já considera o dólar acima de R$ 4,00. No entanto, Gandini acredita que o câmbio pode oscilar para baixo podendo atingir algo como R$ 3,80 ou R$ 3,90 – neste cenário, a Abeifa trabalha com uma projeção de vendas de até 45 mil unidades. Na média, as 15 associadas projetam 34% de crescimento em 2020.

“A princípio, nossa primeira projeção pode parecer otimista demais diante das estimativas já anunciadas pela indústria [Anfavea] e pelo setor de distribuição [Fenabrave], na casa de 10%. Em nosso caso, porém, o porcentual de crescimento é maior por conta de demanda reprimida de 2019, ano em que o dólar flutuou na média mais próxima aos R$ 4,00.”

Para a produção de suas associadas – BWM, Caoa Chery, Land Rover e Suzuki – a Abeifa aposta em um volume de 48 mil veículos, crescimento robusto de 47% sobre 2019, ano em que as empresas produziram 33 mil unidades, alta de 39% sobre o ano anterior.

Gandini reforça que o setor de importados segue confiante na intenção do governo em reduzir a taxa do imposto de importação até o fim do mandato atual, embora ainda não haja nenhuma indicação por parte do governo sobre quando e se deve viabilizar essa condição.



Tags: Importadoras, Abeifa, vendas, veículos, José Luiz Gandini, produção.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência