Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Caoa Hyundai faz recall de i30 por causa de airbags

Segurança | 11/12/2019 | 13h08

Caoa Hyundai faz recall de i30 por causa de airbags

Bolsas infláveis podem se abrir com impacto sob o veículo; campanha envolve carros feitos de abril de 2007 a abril de 2012

REDAÇÃO AB

A possibilidade de disparo indevido dos airbags do motorista e do passageiro levou a Caoa Hyundai a fazer um recall do modelo i30 fabricado entre 25/4/2007 a 27/4/2012, com numeração de chassis de 7U000322 a CU397473. Segundo a empresa, impactos na parte inferior do carro podem causar a abertura das bolsas infláveis por causa da calibração ineficiente do software do módulo de controle desses airbags.

A Caoa Hyundai não descarta a possibilidade de colisões e acidentes com lesões graves e até fatais e risco a terceiros como consequência da abertura dos airbags fora das condições regulares. Os proprietários dos veículos envolvidos devem procurar uma concessionária para atualização do software do módulo de controle do sistema de airbag.

O agendamento e outras informações estão disponíveis no telefone 0800 770 3355 e no site http://recall.hyundai-motor.com.br. Até a execução do serviço necessário, a Caoa Hyundai orienta os proprietários a evitar situações que causem impactos na parte inferior do veículo, dirigindo com atenção em pisos irregulares, valetas, lombadas e buracos.



Tags: Caoa, Hyundai, i30, airbags.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência