Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Importados pela Abeifa acumulam queda de 8,7%

Mercado | 05/12/2019 | 19h50

Importados pela Abeifa acumulam queda de 8,7%

Por causa da alta do dólar, associados emplacaram apenas 31,2 mil unidades de janeiro a novembro

REDAÇÃO AB

A venda de veículos importados trazidos pelos associados à Abeifa (entidade que reúne importadores e fabricantes) somou em novembro 2,8 mil unidades, anotando queda de 18,8% em relação a outubro, que teve três dias úteis a mais. No acumulado do ano foram 31,2 mil veículos, volume 8,7% mais baixo que o anotado nos mesmos 11 meses do ano passado, de acordo com a associação dos importadores.



- Faça aqui o download dos dados da Abeifa
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



A entidade vive um momento difícil em razão da desvalorização do real. As vendas da JAC Motors nestes 11 meses ficaram abaixo de 1,9 mil unidades, registrando queda de 48,7% ante iguais meses de 2018. A associada com maior volume de vendas é a Kia Motors, que teve 8,6 mil licenciamentos, mas anotou queda de 19,9%.

A alta do dólar também prejudica a importação de componentes para nacionalização dos veículos. Das quatro associadas com fábrica no Brasil – BMW, Land Rover, Suzuki e Caoa Chery –, somente esta última registrou crescimento nas vendas de seus produtos nacionais.

A queda mais expressiva, de 37,2%, ocorreu na venda dos Land Rover montados no Brasil (2,5 mil carros até novembro de 2019, ante 4 mil em igual período do ano passado). O motivo foi a diminuição gradativa da produção local do Evoque, substituído pelo modelo importado. A montagem na fábrica de Itatiaia (RJ) se concentra agora no Discovery Sport.

“A permanência do dólar acima de R$ 4 tem agitado o mercado interno, mas o impacto mais devastador tem sido para o setor de importação de veículos, pois ainda pagamos os 35% do Imposto de Importação, o maior porcentual permitido pela Organização Mundial do Comércio”, lamenta o presidente da Abeifa, José Luiz Gandini.



A soma dos importados e nacionais emplacados pelas associadas até novembro alcançou 60,7 mil veículos, resultando em alta de 9,5% sobre iguais meses do ano passado. As marcas que mais contribuíram com esse crescimento foram Caoa Chery, Volvo Cars e BMW. Esta, apesar do recuo de 5,3% em seus modelos nacionais, cresceu 73,1% nos importados (4,3 mil unidades emplacadas até novembro).



Tags: Importados, Abeifa, BMW, Caoa Chery, Land Rover, Kia Motors, Suzuki, Evoque, Discovery Sport, José Luiz Gandini, Volvo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência