Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Audi Q3 renovado chega em fevereiro, mas importado

Lançamentos | 18/11/2019 | 20h40

Audi Q3 renovado chega em fevereiro, mas importado

Nacionalização em São José dos Pinhais, no Paraná, só ocorrerá a partir de 2021

MÁRIO CURCIO, AB | De Chapada dos Guimarães (MT)

Chega ao Brasil em fevereiro o novo Audi Q3. O carro substitui o modelo nacional, que deixou de ser produzido há um ano. O utilitário esportivo virá de Gyor, na Hungria, com preços a partir de R$ 179.990. Serão três versões. Já estão definidos os nomes das opções de entrada (Prestige) e intermediária (Prestige Plus).

Todas serão equipadas com motor 1.4 TSI de 150 cavalos, mas a gasolina. A transmissão é automática de dupla embreagem e tem seis marchas. A Audi pretende voltar a montar o carro em São José dos Pinhais (PR), mas ainda não sabe informar quando isso ocorrerá. Na melhor das hipóteses, somente na metade de 2021.

“Não temos como determinar [a retomada da produção local] porque isso depende de algumas definições do Rota 2030 relacionadas à fabricação de carros premium no Brasil”, afirma o presidente e CEO da Audi do Brasil, Johannes Hoscheck.



Um desses pontos seria a necessidade de localização de componentes, muitas vezes inviável para volumes anuais abaixo de 25 mil unidades. Hoscheck admite que a fábrica paranaense ficará cerca de seis meses produzindo apenas modelos Volkswagen, porque o A3 sedã será montado somente até o fim de 2020 e o novo Q3 não entrará em linha na sequência.

Enquanto o carro nacional não fica pronto, o consumidor tem a opção importada do Q3, já em fase de pré-venda e com condições exclusivas como supervalorização do usado dado como entrada e quatro anos de garantia, quando o normal é apenas um ano. A Audi não tem ainda uma estimativa anual de vendas. O termômetro para isso será a quantidade de pedidos até o início da entrega dos carros à rede, no primeiro bimestre de 2019.


Q3 ficou quase 10 cm mais longo e 2,5 cm mais largo, o que ampliou o espaço interno. Todas as versões terão quadro de instrumentos digital de 10,2”, central multimídia com tela de 8,8” e banco traseiro corrediço e tripartido

O novo Q3 foi concebido sobre a plataforma modular MQB e deu um salto importante em espaço na comparação com o modelo anterior. Ele mede agora 4,48 metros (9,7 centímetros a mais). A largura passou para 1,85 metro (aumento de 2,5 cm). E a nova distância entre eixos é de 2,68 m (7,7 cm a mais).

O porta-malas, motivo de queixa na geração antiga, foi ampliado em 70 litros e passou para 530 litros. O banco traseiro é corrediço, dividido em três partes e tem encostos reclináveis em sete posições. Se ele for empurrado para a frente com os encostos na vertical, o espaço para bagagem vai a 625 l. Rebatendo totalmente o banco de trás são 1.525 l.

As três opções do carro terão centrais multimídia com tela de 8,8 polegadas. Outros itens estarão presentes na nova geração, mas a Audi ainda não informa em quais versões. Alguns destes equipamentos são faróis com nivelamento automático, chave presencial, pisca-pisca com acendimento sequencial, saídas de ar-condicionado no banco traseiro e piloto automático adaptativo (ACC).

A geração anterior do Q3 chegou ao Brasil em 2013 e passou a ser montada no Brasil em 2016. Até o momento foram vendidas 25 mil unidades no País. Ainda restam algumas unidades à venda. A nova geração foi lançada em 2018 na Europa. Somente de janeiro a outubro deste ano já teve 130 mil unidades vendidas.


Porta-malas aumentou 70 litros e tem agora 530 l. Capacidade sobe para 1.525 l com banco traseiro rebatido



Tags: Audi, Q3, Johannes Hoscheck.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência