Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Renault introduz célula de hidrogênio em utilitários elétricos

Lançamentos | 28/10/2019 | 15h37

Renault introduz célula de hidrogênio em utilitários elétricos

Solução amplia em 350 km a autonomia dos modelos Kangoo e Master na Europa

REDAÇÃO AB

A Renault oferecerá a solução de célula de hidrogênio para seus veículos utilitários elétricos já no fim deste ano para o Kangoo e no primeiro trimestre de 2020 para o Master na França. Com a célula de hidrogênio, os modelos ganham autonomia adicional de 350 quilômetros, enquanto o tempo de recarga varia de cinco a dez minutos.

Desenvolvida em parceria com a Symbio, subsidiária do Grupo Michelin, a tecnologia vem sendo testada pela montadora desde 2014. A célula de combustível combina o hidrogênio de seus tanques com o oxigênio do ar para produzir eletricidade, que por sua vez alimenta o motor elétrico. Segundo a empresa, a célula de combustível permite atender as necessidades de profissionais ainda não contemplados pelos veículos elétricos, principalmente para viagens de longa distância.

Com isso, o Renault Master Z.E Hydrogen vai triplicar sua autonomia, passando de 120 km para 350 km; o modelo é disponível no mercado francês nas versões furgão e chassi-cabine, totalizando quatro opções. Ele vem equipado com dois tanques de hidrogênio localizados sob a carroceria e que pesam 200 kg, mas não reduzem o volume de carga, que continuam de 10,8 m3 a 20 m3, dependendo da versão.

Já o Kangoo Z.E. Hydrogen oferecerá autonomia real de 370 km: sua versão puramente elétrica possui autonomia de 230 km no ciclo WLTP. A versão, que será lançada no mercado local no fim deste ano, oferece volume de carga de 3,9 m3, com um adicional de 110 kg. A Renault estipula um preço de € 48.300 sem impostos (incluindo a compra da bateria).

“O Grupo Renault completa sua linha de veículos utilitários elétricos com o lançamento do Master Z.E. Hydrogen e Kangoo Z.E. Hydrogen. Com eles, os clientes profissionais terão toda a autonomia necessária para os trajetos de longa distância e um tempo de recarga recorde. Os benefícios vão muito além, pois poderão rodar com uma energia a cada dia mais descarbonizada, respeitando o meio ambiente e oferecendo todo o conforto de condução da motorização elétrica”, declara o diretor da divisão de veículos utilitários da Aliança Renault-Nissan, Denis Le Vot.



Tags: Renault, hidrogênio, utilitários, carro elétrico, célula de hidrogênio.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência