Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Metalúrgicos recontratados pela Caoa ganharão até 30% menos
Da esq. para a dir.: Ivan Witt, diretor de RH da Caoa, se reuniu na segunda-feira, 2, com Adauto de Oliveira e Cláudio Machado, representes sindicais na Ford, com Wagner Santana, presidente, e Rafael Marques, ex-presidente do sindicato

Trabalho | 03/09/2019 | 21h45

Metalúrgicos recontratados pela Caoa ganharão até 30% menos

Segundo sindicato, novas bases são aceitáveis diante do que é pago no ABC

MÁRIO CURCIO, AB

As novas vagas geradas pelo Grupo Caoa para produção de veículos em São Bernardo do Campo (SP) terão salários mais baixos que aqueles pagos pela Ford. Os valores serão correspondentes a 70% ou 80% daqueles pagos pela montadora americana. A informação partiu do presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, durante entrevista concedida no Palácio dos Bandeirantes, no dia em que o Grupo Caoa confirmou a intenção de comprar as instalações da Ford no ABC.

“Há novas bases menores para funções de produção direta, mas aceitáveis diante do que é pago no ABC”, afirma Santana.



De acordo com o líder sindical, o Grupo Caoa vai recontratar 750 metalúrgicos da Ford, necessários para manter rodando a produção dos caminhões da montadora americana.

De acordo com o presidente do sindicato, a Ford tinha 2,7 mil funcionários em 20 de fevereiro de 2019, dia em que comunicou a decisão de sair do segmento de caminhões. Nesse meio tempo, 1,5 mil trabalhadores foram demitidos.

A fábrica do ABC também montava o Fiesta hatch, cuja produção se encerrou. Hoje a montadora de origem americana mantém 600 funcionários produzindo caminhões. Eles fazem parte de um total de 1,8 mil candidatos às 750 vagas a ser criadas pela Caoa. Dentro da Ford há também 600 trabalhadores em funções administrativas, que permanecerão trabalhando para a empresa.



Tags: Caoa, Wagner Santana, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Ford, caminhões, Fiesta hatch.

Comentários

  • PedroMozzerFilho

    Bomdia. Cada vez mais as multinacionais vem explorando nossa pais, ja não basta o absurto dos impostos que pagamos ainda vem explorando a mão de obra dos nossos irmãos, vamos dar um basta neste Brasil. Cade o presidente....

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência