Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Randon prevê novo recorde de vendas de implementos em 2019

Mercado | 14/08/2019 | 18h36

Randon prevê novo recorde de vendas de implementos em 2019

Após 1º semestre, empresa indica que suas vendas e produção podem superar a meta inicial para o ano

SUELI REIS, AB

As vendas de implementos rodoviários pela Randon podem bater novo recorde em 2019 e superar as metas inicialmente previstas para o ano. A indicação ocorre após a empresa verificar um bom desempenho do mercado brasileiro no primeiro semestre, alavancado pelo ritmo da demanda do agronegócio.

Durante a apresentação do balanço da companhia referente ao primeiro semestre realizada na quarta-feira, 14, na Apimec de São Paulo, o vice-presidente e COO da divisão Montadora, Alexandre Gazzi, apontou que as vendas totais do mercado interno podem atingir até 58 mil implementos este ano, 8 mil a mais do que o previsto inicialmente. Neste contexto, a produção da Randon, segundo ele, pode ficar acima das 20 mil unidades.

O executivo recorda que em 2013, o melhor ano para o setor com recorde histórico de vendas com 70 mil unidades comercializadas, a Randon vendeu 24 mil implementos. No primeiro semestre deste ano, a empresa já entregou 12 mil.

“Talvez o mercado brasileiro chegue a 58 mil e possamos bater o nosso recorde este ano”, disse Gazzi. Ele recorda que entre 40% e 50% do total de produtos vendidos pela empresa estão relacionados ao agronegócio, especialmente para transporte de grãos.

“Vamos produzir 24 mil unidades como no passado, mas com menos pessoas, uma vez que passamos pela pior crise do setor e tivemos que reduzir o quadro”, pontuou o executivo. Antes de a crise se instalar, em 2015, a companhia contava com mais de 12 mil funcionários, considerando todas as empresas do conglomerado. Durante os anos de baixa, o total de pessoas desceu para 8 mil e atualmente o grupo Empresas Randon trabalha com pouco mais de 11,3 mil pessoas.

No início do ano, a fabricante perdeu cinco pontos porcentuais em participação no mercado de implementos devido às férias coletivas da produção em dezembro, mas conseguiu encerrar o primeiro semestre de 2019 com fatia de 33% de um volume total de 30,8 mil unidades entregues pelo setor no mercado brasileiro. Segundo Gazzi, a participação deste ano da Randon deve ficar entre os 36% ou 37%.

“Só em julho nosso market share foi de 35% e o viés é de alta”, comenta.


DESEMPENHO FINANCEIRO


As Empresas Randon fecharam o primeiro semestre com receita líquida consolidada em R$ 2,4 bilhões, aumento de 25,5% sobre o resultado de mesmo período do ano passado. O desempenho está em linha com o projetado para o ano, previsto em R$ 5 bilhões. O resultado se refere à soma das receitas de todas as empresas do grupo, incluindo as divisões montadora (implementos, vagões ferroviários e veículos especiais), autopeças e serviços financeiros.

Responsável por 44% do faturamento do grupo, a divisão montadora registrou receita líquida consolidada de R$ 1,06 bilhão na primeira metade de 2019, aumento de 23% sobre igual período do ano passado. Além de implementos, o resultado inclui os ganhos de outras unidades de negócio dentro da divisão, como vagões ferroviários e veículos especiais dedicados aos segmentos de mineração e construção civil.

Na divisão de autopeças, a receita líquida atingiu R$ 1,27 bilhão, aumento de 28%, enquanto as exportações cresceram 4,1%, para US$ 53,9 milhões. Os serviços financeiros, que incluem operações dos Consórcios Randon e do Banco Randon, encerraram o semestre com aumento de 20,4% das receitas líquidas, que somaram R$ 93,9 milhões.

Já as receitas com as exportações renderam US$ 86,2 milhões ao grupo entre janeiro e junho, alta de 10,8% na comparação anual. A maior parte, 42%, é proveniente dos produtos exportados aos países da América do Norte, principalmente Estados Unidos e México, aqui beneficiados pelo câmbio. Outra fatia de 32% das exportações têm como destino países do Mercosul e Chile.

Em seis meses, as receitas no exterior, que contam exportações a partir do Brasil e as operações das subsidiárias da empresa em outros países, somaram US$ 144,7 milhões, em linha com o previsto para o ano, que é de US$ 300 milhões. As importações, que atingiram US$ 47,8 milhões, também estão dentro do previsto para o período, uma vez que o item prevê US$ 75 milhões para o ano.



Tags: Randon, recorde, vendas, balanço, implementos, receita, lucro, faturamento.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência