Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Venda de máquinas cai 3,4% no acumulado do ano

Mercado | 06/08/2019 | 19h55

Venda de máquinas cai 3,4% no acumulado do ano

Retração no segmento de tratores de rodas puxa o setor para baixo

MÁRIO CURCIO, AB

A venda de máquinas agrícolas e rodoviárias em julho somou 3,9 mil unidades e registrou queda de 9,4% em relação a junho. No acumulado do ano as fábricas entregaram 23,7 mil máquinas, resultando em queda de 3,4% em relação aos mesmos sete meses do ano passado. A queda é puxada pelos tratores de rodas, que tiveram 18,4 mil unidades vendidas, 9,9% a menos que em iguais meses de 2018. Os números foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



“Essa queda ocorreu porque em 2018 houve antecipação de compra de tratores por causa da mudança na legislação de emissões (ocorrida no início de 2019), porque ficamos 90 dias sem o Finame e também em parte pela baixa na produção de açúcar”, estima o vice-presidente da Anfavea, Alfredo Miguel Neto.



A queda na venda total de máquinas foi atenuada pelas retroescavadeiras, que somaram até julho 1,8 mil unidades e alta de 85,6%. “Esse crescimento reflete a retomada de obras de infraestrutura”, afirma o executivo. A venda de colheitadeiras cresceu 13,3%, com 2,8 mil unidades repassadas às concessionárias de janeiro a julho.

EXPORTAÇÕES CRESCEM 60% EM JULHO


No mês de julho a exportação de máquinas agrícolas somou 1,4 mil unidades, crescendo 60,1% sobre julho. A alta decorre de grandes embarques de tratores de esteiras e retroescavadeiras para Estados Unidos e México. As exportações também cresceram para o Peru, segundo o vice-presidente da Anfavea.

No acumulado até julho o Brasil enviou ao exterior 7,5 mil máquinas, registrando pequeno crescimento de 1,3% sobre iguais meses do ano passado. Com o mercado interno em queda e este fraco desempenho nas exportações totais por causa da crise argentina, a produção de máquinas nos sete meses somou 30,9 mil unidades, 8,1% a menos pela comparação interanual.

Um mês atrás a Anfavea cogitava revisar para baixo as projeções de máquinas agrícolas e rodoviárias para 2019, mas decidiu manter as estimativas atuais: 53 mil unidades para o mercado interno (alta de 10,9%), 13 mil para exportação (alta de 2,5%) e 66 mil máquinas produzidas (alta de 0,5%).

A Anfavea recorda que as recentes decisões tomadas pela China como retaliação às medidas econômicas adotadas pelos Estados Unidos tendem a favorecer o comércio de grãos do Brasil com o país asiático e com isso ampliar a venda de máquinas no segundo semestre acima das projeções atuais.




Tags: Máquinas agrícolas, Alfredo Miguel Neto, Anfavea, tratores, colheitadeiras, retroescavadeiras, exportações, produção.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência