Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Ex-CEO da Audi é indiciado na Alemanha por causa do dieselgate

Internacional | 31/07/2019 | 14h43

Ex-CEO da Audi é indiciado na Alemanha por causa do dieselgate

Rupert Stadler teria conhecimento dos veículos que emitiam poluentes acima dos limites legais

REDAÇÃO AB

O ex-CEO da Audi, Rupert Stadler, foi indiciado na quarta-feira, 31, em Munique, por seu envolvimento no escândalo dieselgate. Stadler foi preso em junho do ano passado porque a justiça alemã temia ocultação de provas sobre o desenvolvimento e utilização do software instalado em diferentes motores a diesel. Esses softwares também equiparam veículos Volkswagen, Porsche, Skoda e tinham como característica a capacidade de reduzir momentaneamente os níveis de emissões dos motores a diesel sempre que fossem plugados a dispositivos de controle de poluentes.

Agora, os promotores de Munique apresentaram denúncias de fraude e propaganda enganosa. A alegação é de que Stadler teria sido parcialmente responsável pela decisão da Audi de vender os veículos a diesel com níveis de emissão artificialmente manipulados, o que permitiu à empresa cortar custos e enquadrar-se nos parâmetros de emissões estabelecidos nos Estados Unidos e também na Europa.

Stadler é acusado de ter conhecimento sobre a manipulação feita pelo sofware e mesmo assim permitiu a fraude. Os promotores devem decidir se Stadler e outros acusados serão julgados. Tribunais alemães investigam 69 pessoas possivelmente envolvidas no dieselgate. Vale recordar que a fabricante do software, a Bosch, foi multada em € 90 milhões em maio de 2019 na Alemanha por ter fornecido 17 milhões desses componentes.

De acordo com reportagem recente publicada no site Green Car Reports, a Audi teve envolvimento direto no dieselgate. No momento em que seus engenheiros desenvolviam uma nova geração de motores a diesel em 2007 e 2008, a equipe teria percebido que esses propulsores não atenderiam a regulamentações mais rigorosas nos Estados Unidos.

“Não conseguiremos sem alguns truques sujos”, disse um dos engenheiros aos colegas, por e-mail, em janeiro de 2008. Essa mensagem foi obtida pelo jornal alemão Handelsblatt em uma investigação conjunta com a emissora Bayerische Rundfunk.




Tags: Audi, Rupert Stadler, Vokswagen, Porsche, Skoda, dieselgate.

Comentários

  • EgonLandgraf

    Sujeiradeve ser rigorosamente investigada e exemplarmente punida, seja lá qual fabricante ou diretores dessas empresas.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência