Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Mercedes-Benz passa a trazer Classe A sedã
Classe A sedã vem do México em duas versões, ambas com motor 1.3 turbo a gasolina de 163 cv

Lançamentos | 18/07/2019 | 18h50

Mercedes-Benz passa a trazer Classe A sedã

Com preço a partir de R$ 139,9 mil, ele poderá roubar clientes de modelos médios tradicionais

REDAÇÃO AB

A Mercedes-Benz passa a importar do México o Classe A sedã. O carro chega ao Brasil em duas versões, A 200 Style e A 200 Advance, com preços sugeridos de R$ 139,9 mil e R$ 169,9 mil. Nos dois casos o modelo recebe motor 1.3 turbo a gasolina de 163 cavalos.

A transmissão é automática de dupla embreagem e tem sete marchas. O Classe A sedã tem 4,55 metros de comprimento e porta-malas para 430 litros. Como comparação, o Mercedes Classe C (montado no Brasil) tem preço inicial de R$ 179,9 mil, mede 4,68 metros (13 centímetros a mais) e seu porta-malas comporta entre 435 e 455 litros.

A versão de entrada do Classe A sedã pode atrair parte dos compradores de sedãs médios tradicionais. Como exemplo, um Honda Civic Touring (com motor 1.5 turbo de 173 cv) sai por R$ 128,9 mil. E é preciso recordar que uma campanha publicitária da montadora alemã vem repetindo há várias semanas, insistentemente, a pergunta: “Já pensou em ter um Mercedes?” E o banco da montadora oferece condições e taxas especiais para reforçar o apelo.


Classe A sedã recebe câmbio automático de dupla embreagem e sete marchas. Central multimídia tem uso intuitivo e é compatível com Android Auto e Apple Car Play. Câmera traseira facilita manobras de marcha à ré


BEM EQUIPADO


Segundo a Mercedes, o novo modelo recebe uma central multimídia com uso intuitivo. A tela tem alta resolução e diferentes possibilidades de operação. A versão A 200 Advance traz duas telas integradas de 10,2 polegadas, em que as funções podem ser acionadas pelos botões do volante, por um touchpad no console central, a partir de toques no próprio display de mídia ou pelo controle de voz ativado pelas palavras-chave “Olá”, “Oi” ou “E Aí” seguidas por “Mercedes”.

É possível ajustar o ar-condicionado, escolher uma rádio e abrir a persiana do teto-solar com comandos de voz. A versão Advance traz o pacote Progressive, que inclui duas saídas de escape visíveis, frisos das janelas cromados, acabamento interno com detalhes de alumínio, bancos diferenciados e opção de acabamento preto ou bege. Tem também teto solar panorâmico e banco do motorista com ajustes elétricos e memória.

O novo Classe A sedã oferece integração com smartphone pelos sistemas Apple Car Play e Android Auto, o que possibilita a navegação com Waze. O carro também tem câmera traseira de alta resolução com linhas auxiliares dinâmicas, que oferecem apoio durante a manobra para estacionar.

O motor recebe um sistema automático de desativação de cilindros como forma de reduzir o consumo de combustível e emissões: em baixa rotação, apenas dois dos quatro cilindros são utilizados. O Classe A sedã também tem um assistente de frenagem ativo, capaz de reduzir as consequências de colisões ou até mesmo evitá-las.

VENDAS DA MERCEDES CAEM NO SEMESTRE


De janeiro a junho de 2019, a venda de automóveis Mercedes no Brasil registrou 4,8 mil unidades, resultando em queda de 20,3% em relação ao mesmo período do ano passado. A empresa ocupa a segunda posição entre as marcas premium, atrás da BMW, que anotou 5,8 mil carros entregues na primeira metade de 2019 e alta de 8,2%. A Audi, terceira colocada, teve 3,9 mil emplacamentos no período, ficando 4,8% abaixo do primeiro semestre do ano passado.



Tags: Mercedes-Benz, Classe A, sedã, Classe C, Toyota, Corolla, Honda, Civic.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência