Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Produção de caminhões cresce 10,9% no acumulado do ano

Indústria | 06/06/2019 | 15h22

Produção de caminhões cresce 10,9% no acumulado do ano

Vendas aquecidas no mercado interno compensam queda acentuada nas exportações

MÁRIO CURCIO, AB

A produção de caminhões em maio somou 11,2 mil unidades e registrou alta de 51,3% sobre o mesmo mês do ano passado, quando ocorreu a greve dos caminhoneiros. No acumulado do ano foram montadas 45,4 mil unidades, resultando em crescimento de 10,9%. A produção interna de caminhões ainda cresce, a despeito de uma forte queda nas exportações, porque o mercado interno continua aquecido, de acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



“Até pouco tempo a retomada nas vendas se concentrava nos caminhões pesados, mas agora pode ser vista em semipesados e outros segmentos”, ressalta o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.



Os pesados ainda são maioria e suas vendas internas somaram de janeiro a maio quase 20 mil unidades, 70,9% a mais que em iguais meses do ano passado. Os semipesados somaram 8,3 mil licenciamentos no acumulado do ano, com alta de 38,7%. Os caminhões médios registraram crescimento de 63,6% (acima da média de mercado), com 3,9 mil licenciamentos em cinco meses. Os semileves também superaram a média de crescimento, com 2,3 mil unidades vendidas e 54,3% de alta. O único segmento com queda foi o de leves, com 4,6 mil unidades licenciadas, 3,2% a menos pela comparação interanual.

“A alta que agora abrange mais segmentos é um processo de continuidade do comportamento do setor em decorrência do crescimento do PIB”, afirma o vice-presidente da Anfavea, Gustavo Bonini. Sendo assim, os semileves podem virar o jogo no segundo semestre, em regra melhor que o primeiro.

Quando se olha isoladamente a produção de caminhões por segmento, o período registra quedas importantes para os caminhões médios (2 mil unidades montadas, -18,2%) e para semipesados (10,2 mil unidades, -8,8%).

EXPORTAÇÃO DE CAMINHÕES CAI QUASE 60%


Nestes cinco meses o Brasil enviou ao exterior 4,9 mil caminhões, que resultaram numa forte queda de 58,3%. O motivo é a retração no mercado argentino. O maior impacto ocorreu nos semipesados, com 1,4 mil unidades embarcadas e queda de 67,9% ante iguais meses de 2018. Em volume, o mais representativo é o segmento de pesados, em que os 2,1 mil caminhões exportados anotaram recuo de mais de 50% ante iguais meses do ano passado.

PRODUÇÃO DE CHASSIS PARA ÔNIBUS CAI 2,7%


De janeiro a maio as fabricantes instaladas no País produziram 11,7 mil chassis para ônibus, registrando pequena queda de 2,7%. A redução nas exportações acabou anulando a alta no mercado interno.

De janeiro a maio o Brasil exportou 3,2 mil ônibus, anotando queda de 16,4% ante iguais meses do ano passado. A maior retração ocorreu nos modelos urbanos, com 2,2 mil unidades enviadas ao exterior, 17,2% a menos pela comparação interanual.

O mercado interno continua com crescimento acentuado, até por causa de uma base de comparação muito baixa. Nestes primeiros cinco meses foram licenciados 8,1 mil ônibus no País, 73,8% a mais que em iguais meses do ano passado.

“Esse segmento costuma apresentar oscilações durante o ano e as renovações de frota vêm ocorrendo em todo o País, por isso mantemos nossa expectativa de alta para o ano”, afirma Bonini.





Tags: Caminhões, semipesados, semileves, ônibus, exportações.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência