Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Déficit na balança de autopeças recua 40% no quadrimestre

Balanço | 31/05/2019 | 18h34

Déficit na balança de autopeças recua 40% no quadrimestre

Resultado decorre da forte queda de importações de componentes que seguiam para a Argentina em veículos

MÁRIO CURCIO, AB

A balança comercial de autopeças fechou o primeiro quadrimestre com déficit de US$ 1,3 bilhão, resultado 40% mais baixo que o anotado em iguais meses de 2018. O principal motivo para isso foi a forte queda de 19,5% nas importações, que somaram US$ 3,8 bilhões de janeiro a abril, ante US$ 4,7 bilhões em igual intervalo de 2018. As exportações no quadrimestre somaram US$ 2,5 bilhões, valor 2,5% mais baixo pela comparação interanual. Os números foram divulgados pelo Sindipeças, entidade que reúne os fabricantes do setor de componentes.



- Faça aqui o download dos dados do Sindipeças
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



Segundo o Sindipeças, boa parte da queda das importações se justifica pela redução do draw back intrabloco (para países do Mercosul), ou seja, compras feitas do exterior isentas de impostos para posterior exportação, neste caso quase sempre para a Argentina.

Com isso, muitas autopeças trazidas para depois seguirem dentro de automóveis para a Argentina deixaram de ser compradas. A volatilidade do câmbio, a ausência de emissão de certificados de origem do México e a nacionalização de componentes também explicam, segundo o Sindipeças, a queda acentuada nas importações. As compras da Alemanha caíram 15,9%, as do Japão, 12,6%, as dos Estados Unidos, 28,9%, e as do México, 31,2%.

EXPORTAÇÕES PARA ARGENTINA CAEM 40%


De janeiro a abril o Brasil exportou para a Argentina US$ 478,7 milhões em autopeças. O valor é 40,2% mais baixo que o anotado em iguais meses de 2018. Este ano o país vizinho perdeu para os Estados Unidos o posto de principal destino das autopeças brasileiras. Os embarques para os EUA somaram US$ 534,3 milhões, valor 14,9% mais alto pela comparação interanual.

Também cresceram de maneira expressiva as exportações para o México (22,1%), Chile (44,5%) e Colômbia (26,3%).



Tags: Autopeças, déficit, balança comercial, Sindipeças, draw back, importação, exportação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência