Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Veículos pesados conectados precisam compartilhar informações para elevar eficiência

Eventos | 30/05/2019 | 14h21

Veículos pesados conectados precisam compartilhar informações para elevar eficiência

Com a nova geração de conexões móveis 5G, caminhões passarão a ser meios de pagamento e interação

LEO DOCA, PARA AB

A inexorável revolução digital que chega a todas as áreas da atuação humana se desenha também para a indústria de veículos pesados, mudando hábitos e a forma com que se usam os meios de transporte, por meio da crescente conectividade que pode aumentar significativamente a eficiência da operação – mas para isso será necessário compartilhar e integrar as informações trocadas. Este foi o principal foco do painel “A Revolução da Conectividade no Transporte”, mediado por Regis Neto, sócio e diretor do Boston Consulting Group, durante o Automotive Business Experience, ABX19, realizado na segunda-feira, 27, no São Paulo Expo.

“O transporte de cargas já utiliza muito bem as ferramentas conectadas, com o monitoramento das frotas, a melhoria na condução e o agendamento de manutenções programadas; e isso aumenta a capacidade usada dos veículos”, disse Silvio Furtado, diretor de vendas de veículos comerciais e industrial da ZF, e um dos debatedores do painel.

No mesmo debate, Carlos Mira, fundador do TruckPad, destacou que, a partir de 2023, as tecnologias de conexão 5G de transmissão de dados sem fio vão revolucionar mais uma vez o modo com que se utilizam os veículos, principalmente os comerciais.

“Com o 5G, as pessoas vão baixar uma série em segundos, vão fazer ligações em vídeo em tempo real, sem interferências. Imagine isso para o tráfego de dados entre as máquinas. Não existirão frotas que não sejam conectadas. Será o momento de os fabricantes de veículos aprenderem com as startups e começarem a trabalhar de forma integrada, formando um grande fusão de dados e tecnologias em benefício da mobilidade das pessoas”, afirma Carlos Mira.



Para o empreendedor, as plataformas precisam se conversar e compartilhar dados para obter o máximo das tecnologias. “Não adianta cada um fazer o seu sistema, coletar dados, prestar serviços e não estar preparado para integrar esses dados para o cliente, que não tem caminhões de uma só marca e precisa dos dados de toda sua frota”, ressaltou.

TECNOLOGIAS REVOLUCIONÁRIAS



A ZF sabe muito bem do que se trata essa integração e tem apresentado projetos com novas tecnologias para atingir suas metas de zero emissão e zero acidente. “Estamos em parceria com empresa como a NVIDIA para desenvolver supercomputadores com até 600 terabytes de capacidade de processamento para unificar todos os dados do comportamento de um veículo e seus ocupantes, para o desenvolvimento de nossas tecnologias autônomas e eletrificadas", explicou o executivo.

No campo, as tecnologias de georeferenciamento e localização e o controle automatizado de máquinas de semeadura e colheita já acontece, inclusive no preparo do solo em muitos cultivos no Sudeste e Centro-Oeste. Não é raro ver fazendas teoricamente isoladas dos grandes centros pela distância providas de grandes antenas de rádio-base para a conexão de sinal 4G, tão útil para o controle de suas máquinas.

Em pouco tempo, o veículo, seja particular, de transporte de cargas ou de passageiros, será a extensão de nosso cotidiano e trabalhará cada vez mais como o meio de pagamento, o condutor, o buscador de informações, um economizador e, principalmente o protetor, em busca de um trânsito mais seguro.



Tags: Conectividade, transporte rodoviário de carga, TruckPad, ZF, Boston Consulting Group, Automotive Business Experience, ABX19, São Paulo Expo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência