Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Agrishow pode atrair R$ 3 bi ao agronegócio
Na abertura oficial da Agrishow, ministra da Agricultura concedeu R$ 500 milhões adicionais ao Moderfrota

Eventos | 29/04/2019 | 21h30

Agrishow pode atrair R$ 3 bi ao agronegócio

Bancos cobrem com folga a limitação de crédito oficial ao setor

PEDRO DAMIAN, PARA AB | De Ribeirão Preto (SP)

Em clima de otimismo foi inaugurada a 26ª edição da Agrishow, em Ribeirão Preto (SP), nesta segunda-feira. A organização espera que os números consolidados superem os da edição passada, quando foram gerados mais de R$ 2,7 bilhões em negócios e mais de 159 mil visitantes passaram pela feira. Em 2019 são mais de 800 expositores de 83 países.

Na cerimônia de abertura, os empresários do agronegócio receberam boas novas do governo federal: uma suplementação orçamentária de R$ 500 milhões para o Moderfrota e R$ 1 bilhão para o seguro rural do Plano Safra 2019/2020. Participaram do evento o presidente Jair Bolsonaro, ministros de Estado, o governador paulista João Dória, além dos organizadores e vários políticos.

Também foi anunciada a liberação de R$ 1 bilhão para financiamentos do Banco do Brasil. No entanto, dificilmente virão novos recursos para o Moderfrota até junho, quando o programa deve ser renovado. A linha de financiamento para renovação de maquinário agrícola estava desde janeiro com os cofres vazios. Segundo a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, para fazer o aporte de R$ 500 milhões agora o governo foi obrigado a “raspar o tacho”. Quanto aos recursos para o Plano Safra 2019/2020, a ministra informou que o anúncio oficial sobre o assunto será feito no dia 12 de junho.

OPÇÕES DE CRÉDITO RURAL NOS BRANCOS PRIVADOS



Enquanto o governo “raspou o tacho” para oferecer recursos para o setor agropecuário, bancos privados trouxeram para a Agrishow variadas propostas de financiamento. O Santander, por exemplo, levou para o evento mais de R$ 1 bilhão em créditos pré-aprovados. O dobro do que o governo suplementou para o Moderfrota.

“Se forem somados os pedidos de crédito feitos no primeiro dia de Agrishow aos quatro bancos presentes, os R$ 500 milhões liberados pelo governo não durariam até o segundo dia da feira ”, afirma Carlos Aguiar, diretor de agronegócios do Santander Brasil.



Outra novidade do Santander é o CDC Agro, linha de crédito para compras de máquinas agrícolas, equipamentos, silos, armazéns e pivôs com taxas a partir de 0,79% ao mês. Até 100% do bem pode ser financiado, com prazos de pagamento de até sete anos.

Já o Sicredi, cooperativa financeira com mais de 4 milhões de associados, oferece poupança rural com taxa TR de 8,5% ao ano e aprovação em até 24 horas.

“Somos parceiros dos produtores e conseguimos atender a demanda da melhor maneira possível ”, afirma Gilson Nogueira Farias, gerente de desenvolvimento de negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ.





Tags: Agrishow 2019, agronegócio, máquinas agrícolas, colheitadeira, trator, crédito, Moderfrota.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência